segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

Quando Herman José era grande e único!

O Tymoon fez-me recordar os tempos em que o Herman José era o maior comediante do país.
O Gato Fedorento tem se servido das lições deixadas pelo Herman José. O Herman mostrou o caminho, a coragem de ser acutilante... e fê-lo numa conjectura dificil, sem paralelo para os dias de hoje.
Na verdade o Gato Fedorento da RTP é bom porque não há melhor na televisão. Têm momentos bons mas o programa deles não chegava aos calcanhares da Herman Enciclopédia. Um qualquer fraquito programa do da Enciclopedia era sempre melhor que um qualquer grande programa dos Gatos. Se repararem bem, o programa dos gatos só se limita a fazer sketches de situações que remetem só muito actuais, como se criticassem o que se passou durante a semana. Caramba, o herman fazia isso nas notas iniciais e depois enchia o programa com a imaginação fértil e com produções elaboradas em cada skecth. Tinha um nível tão elevado que nem dá para comparar aos Gatos (que adoro mas que se repararem bem são uns preguiçosos e safam-se com merdas de material que não é deles - para isso a RTP abria o baú sozinha).

O Herman José, o da RTP, era GRANDE!
Era um estilo único, cheio de subtextos para interpretar, programas repletos fúria irreverente, férteis em imaginação e muito mais... Esse eram os tempos em que Herman José trabalhava para a RTP e era contido por estar a trabalhar em regime de serviço público. perdeu-se quando optou por rumar para a SIC como uma vedeta e a estrela-mor cá do cantinho.
Hoje em dia o Herman José é um bocejo. Uma perda de tempo sem alma, sem fogo, sem carisma... um triste remetido para as piores horas do fim-de-semana (Sábados de madrugada). Situação merecida pois o seu recente programa, a Hora H, ser uma manta de retalhos sem qualquer nível digno dos pergaminhos do criador.
Desculpem a sinceridade mas a SIC estragou-o, ele encheu-se de manias e tiques e actualmente já nem o posso ver...

Deixo aqui algumas memórias da personagem mais marcante da Herman Enciclopédia (bons tempos):





E um "suquete" inteiro referindo-se aos títulos de supostas novelas começadas em "Filhos d..." (já estão a imaginar onde vai descambar)...

8 comentários:

H disse...

Fora de contexto: lá no buraco, há uma resposta ao repto do cinema!
Dentro de contexto, escrito a correr: mesmo quando é mau, o Herman é óptimo. Sem dúvida que nos ultimos quarenta anos, ninguem fez humor como ele!

Hugo disse...

O Herman Enciclopedia foi tambem para mim, ate hoje, O programa de humor (nao tenho idade para ter acompanhado o TAl Canal, por isso nao sei). Mas tambem convem nao esquecer que nas pessoas que escreviam aquilo estavam o grande Markl e os proprios Gatos.
Ja os Gatos sozinhos, acho que tem outro registo, e depende de que fase estamos a falar. A fase inicial deles, a mais nonsense, era muito, mas muito boa.Um pouco Monty Python. Agora estao a experimentar uma coisa completamente diferente, e que nem acho muito comparavel ao H. Enc.: fazem uma critica da actualidade em skecthes (o Herman fazia-o num registo stand-up).
Ha de facto, neste "Diz que e...", coisas muitos fraquinhas, mas tambem coisas excelentes. Acho que e principalmente devido ao facto de, sem ser o RAP, os outros serem actores muito maus. Lembras-te quem eram os actores do Enciclopedia. Melhor que aquilo nunca vi!
Ja o Herman, na RTP comecou com um programa tipo Herman SIC, mas com convidados de jeito. Tinha, menos piada, mas a malta percebia que ele queria experimentar outras coisas. E depois na SIC comecou a descambar. A ultima coisa dele que gostei foi o C.R.E.D.O., que foi espectacular. Entretanto esta tipo Luis Goucha, nao percebo por que esta cada vez mais "paneleirao". Coisa estranha, estes dois. Uma data de tempo com uma postura, e depois comecam a descambar.
Bom, fico por aqui que isto ja vai longo, e afinal, nao havia necessidadeeezezezeze :)

Hugo
http://dottoratoamilano.blogs.sapo.pt

ArmPauloFerreira disse...

O Herman sempre foi grande e um grande não perde tudo mesmo quando está em baixo. Apenas tem sido gritante o tão fundo que ele bateu. Na RTP nunca tinha chegado a esse ponto. E Hugo, deste o bom exemplo do Goucha...

Miguel Sousa disse...

A inteligencia nao atinge tudo..tem limites....
Einstein ciou a bomba atomica, hoje ninguem percebe o porque da criação de uma coisa nociva á Sociedade , no entanto é um ENORME FEITO, o Hora H foi MESMA COISA (metaforicamente claro) era realmente uma porcaria tao grande que foi nomeado para melhor programa de humor no festival de monte carlo, o maior a atribuir premios nesta area! junto a ele foram nomeadas outras porcarias como o THE OFFICE!

Por aqui se ve a capacidade intlectual e avaliativa do nosso publico...é questão para se dizer temos uma sociedade LIMITADA ( e muito)!

Agora digo eu: não havia necessidadezzz zzzz zzz!

ArmPauloFerreira disse...

O Hora H se desse agora na TV, em plena época de marasmo televisivo, se calhar tinha uma aceitação melhor que a que teve na altura.

O Herman José foi e é uma referencia do humor nacional mas o experimentalismo tem limites de aceitação também... especialmente quando ele é muito vanguardista para o público a que se destina.

O programa da Hora H, já algo não estaria totalmente bem pois nem os actores se aguentaram a participavam no programa. Alguns até se sentiam humilhados com os papeis que desempenhavam.
Havia uma que estava sempre no chão e nada mais fazia que... estar no chão e se queixar.

Eu percebi nas suas palavras que está a querer chamar-me algo subtilmente... não havia necessidade zzz zzz zzz!

Miguel Sousa disse...

Não meu caro, não estou a querer chamar nada a ninguem !

Claro que esta a reafirmar a sua posição face ao programa quando diz que possivelmente resultaria agora pela televisão que temos estar num dito marasmo, permita me de novo discordar pois o programa , este e todos, têm um valor proprio não estao sob influencia do que os rodeia na grelha (televisiva). Como pÔde ver pelo que lhe disse ( e que se quiser poderá confirmar a veracidade das minha afirmações no site dos premios) o programa teve a nomeçao que teve ao pe dos programas que teve e isso nao será em vão.

COncordo com o que diz quando referencia que o Herman foi e É no humor nacional, quanto ao experimentalismo tem toda a razão, ( e indo buscar o que disse no outro comentario)claro que o experimentalismo tem que ter limites quando a nossa propria sociedade as tem tambem, o Herman possivelmente pensando que isso nao acontecia decidiu arriscar, enfim , nao somos realmente suficientes para certas coisas. TEMOS ( os ditos) LIMITES!

Quanto á insatisfação de alguns actores nao se deixe levar apenas pelo que as revistas e jornais dizem. nesses O chamar a musica tambem ia ser um programa de fracasso e o socrates ja teve namorados! nao podemos mesmo acreditar em tudo o que lemos.
não se esqueça que o simples remar contra a maré leva qualquer um a exaustão, é normal , é mesmo assim! pincipalmente quando a distancia entre o "mar alto" onde estamos e a "costa" é um ano de trabalho!

Obrigado pela resposta nao a esperava:D

not_alone disse...

Hoje em dia ainda não consigo ultrapassar aquele cabelo loiro, mas a verdade é que tanto o Herman Enciclopédia, como O Tal Canal, foram dos melhores programas de comédia feitos na televisão nacional. :)

ArmPauloFerreira disse...

@ Not_alone: Estou totalmente de acordo.