segunda-feira, 7 de julho de 2008

Cuidados com as baterias dos portáteis Apple



Uma das questões que assaltam a mente de quem tem um Mac portátil é como fazer para conservar o melhor possível a bateria do Mac...

A questão prende-se por o MacBook ou MacBook Pro (ou outros modelos anteriores), terem a possibilidade de ter dois tipos de energia. Assim quando se está no escritório ou em casa usa-se a alimentação pela corrente eléctrica e quando fora destes ambientes (no comboio, no shopping, nas aulas, na esplanada, etc) usa-se a bateria.
Até aqui tudo normal...

A questão principal é como manter por muito tempo a vida da bateria, do Mac que nos custou tanto a adquirir.

A Apple recentemente actualizou o seu site com novas informações a respeito disso. Eu não uso Mac portáteis mas compreendi que o caso tem a ver com os ciclos de carga/descarga.


O que é que a Apple diz sobre o tempo de vida da bateria:

"Uma bateria de computador pessoal Apple devidamente cuidada é concebida para reter até 80% da sua capacidade original após 300 ciclos completos de carga e descarga. Pode optar por substituir a bateria quando esta já não mantiver carga suficiente para satisfazer as suas necessidades."


O que consiste em melhorar o estado de conservação da bateria do portátil Apple?

Consiste a cada 2 meses (ou a cada mês) em calibrar a bateria de lítio e para isso é necessário drenar toda a bateria (até ter o aviso de bateria fraca) e fazer um carregamento total.

Primeiro é ligar o MacBook á corrente e carregar a bateria totalmente (até a luz verde aparecer). Depois deve-se desligar o portátil. Desligar-lhe a corrente e arrancá-lo apartir da bateria e mantê-lo ligado até esta ir abaixo.
Pode-se usar o MacBook durante este processo de espera até a bateria ir abaixo.
Há quem até o faça com processos mais elaborados mas se calhar uma forma interessante de levar a bateria ao ponto de totalmente descarregada é colocar um DVD com um filme longo (ex: O Senhor do Anéis que tem umas boas 2horas e tal poe disco) e deixá-lo a dar o filme até ao fim. Se mesmo assim a bateria não acabar, volte a rodar o filme uma segunda vez para ela chegar ao fim.

Depois disso, com a bateria completamente descarregada, ligar o alimentador e é carregar a bateria completamente (até a luz verde indicar que está carregada).



Afinal quantos ciclos de carregamentos já fez o seu MacBook?

Esta é a uma informação muito interessante pois poderá saber o estado da vida da bateria que é concebida para reter até 80% da sua capacidade original após 300 ciclos completos de carga e descarga . Pode saber estas informações recorrendo à aplicação "Configuração do Sistema" (procurar nos Utilitários dentro da pasta das aplicações ou ir ao menu da Maça no topo esquerdo> Acerca deste Mac> Clicar no botão Info adicional ). Na aplicação verificar no item bateria.
Também pode recorrer à aplicação gratuita, coconutBattery (2.6.x) que lhe informa sobre o estado da bateria.
Assim ficará a saber do estado da bateria e dos ciclos de carregamento que ela já realizou.

Para ajudar a evitar ter tantos ciclos na sua bateria a Apple dedicou um artigo sobre como maximizar a carga da bateria. Clique aqui.

Na imagem seguinte ambas as duas formas de saber os ciclos. A informação do utilitário da Apple e o utilitário Coconut:



Deve-se usar o MacBook/MacBook Pro sem a bateria quando está ligado à corrente?

A questão aqui prende-se com a ideia de que se a bateria estiver dentro do portátil quando estamos em casa com ele ligado à corrente. Muitos acreditam que estando a bateria presente ela poderá viciar pelo facto de o Mac estar sempre a carregar a bateria.

Não é verdade!

O sistema operativo quando ligado à corrente detecta o estado da bateria e carrega-a uma vez e não mais a volta a carregar. Faz isso se a bateria estiver a menos de 94%.

Mas esta questão levantam-na especialmente para evitar que a bateria vicie...
As baterias são de iões de lítio, logo não viciam. As baterias de íons de lítio, hoje em dia, já possuem inclusive sistemas internos de controle de sobrecarga, por isso é muito comum que o indicador de carga da bateria na barra de menus do Mac OS X raramente indique 100%.

Também é um facto positivo manter a bateria dentro do MacBook pois em caso de falha de energia, ou até mesmo uma qualquer acção fizer separar a ficha magnética do alimentador, o sistema não vai abaixo abruptamente e com isso tanto salvar o trabalho realizado, como até manter a integridade de todo o sistema (software e os mecanismos).


Notas finais:

Como não uso Macs portáteis a minha ligeira experiência neste assunto é muito relativa. Tenho muito contacto com Macs portáteis à anos de amigos e conhecidos.
No entanto, quem usa sabe sempre muito melhor o que
é melhor pelo uso e experiência que vão ganhando. Mas há algo que devem sempre ter em mente:
a bateria apesar de ser de lítio não vai durar eternamente e quando esta já estiver com grandes sinais de exaustão o melhor é adquirir uma nova para a substituir.
Se tiver mais dicas acerca deste assunto, não só para mim mas principalmente para todos aqueles que também usam Macs portáteis e consultam este artigo. Deixem nos comentários deste artigo a vossa visão deste assunto.


Links úteis sobre este assunto:

Algumas fontes (que consegui reter em tantas pesquisas) de onde consultei para este artigo:


...e ainda! Já que estamos a falar de portáteis não deixe de também dar uma apreciadela a estes dois artigos do Mac News (Portugal), a respeito da forma correcta de desconectar o alimentador magnético usado em toda a familia MacBook e como optimizar a sua bateria ao máximo



Consulte ainda este artigo para ficar a saber ainda que os portáteis Apple sem bateria e apenas ligadso ao alimentador sofrem de redução de performance.
"Continuem a tirar a bateria dos MacBook... ides sentir!"

8 comentários:

Miguel Machado disse...

Quando comprei o MBP, tive o cuidado de me informar sobre esse aspecto e na altura reparei que havia muita informação contraditória.
No meu caso, sempre que tenho possibilidade, trabalho com ele ligado a alimentação. Relativamente a bateria, uso conforme as necessidades, sou necessitar de usar apenas 50%, uso e quando chego a casa volto a ligar a corrente, pois ele sabe exactamente quanto é um ciclo. Usando o máximo possível de tempo, estou a poupar o numero de ciclos.
Tenho apenas o cuidado de pelo menos uma vez por mês calibrar a bateria. Esse processo não é mais que descarregar a bateria totalmente, fechar as aplicações todas, e deixar entrar em modo sleep. Deixo estar no mínimo 5 horas em sleep e depois ligo a corrente e certifico-me que faço uma carga completa.

Para ver os ciclos da bateria, uso o widget "istat".

ArmPauloFerreira disse...

Boa, Miguel machado!
Deste um contributo importante mas o melhor foi que confirmaste aquilo que eu tão percebi sobre este assunto. Existe realmente muita informação contraditória e notei isso em especial quando fiz várias pesquisas sobre o assunto. Resulta em contraditório porque se confronta a ideia fixa do vicio das baterias e as técnicas de tentar evitar isso. No entanto acho que a Apple foi muito clara a esse respeito (deixei links da Apple para consultarem também e decidirem por vós).
O teu cuidado parece-me muito acertado pois tentas usar todo o sumo da bateria até a carregar de novo. Esse é um procedimento que evita tantos ciclos de carregamento. Obrigado pelo bom contributo.

Nelson gago disse...

Muito, muito útil. És quase uma revista! Eu tenho um MacBook Pro e vou começar a realizar a tal carga/desgarga a cada dois meses, isto porque 90% uso ligado à corrente. Tb vou experimentar o software. Obrigado pelas dicas!
Abraço.

Miguel Ribeiro disse...

[quote]As baterias são de iões de lítio, logo não viciam.[/quote]

mentira, não ha bateria que nao vicie, e isso é garantido. Pode e demorar mais ou menos tempo a viciar..

tiagotex disse...

Eu costumo calibrar a bateria muitas vezes sem dar conta disso.

O meu MacBook tem 6 meses de utilização, 213 ciclos e a bateria a 97%, nada mau!

Eu fato-me de berrar com os meus colegas por causa das baterias, eles insistem que se tem de tirar a bateria do portátil quando está ligado à bateria, carregando a bateria ao máximo e só utilizando de vez em quando(perdendo a mobilidade que se pretende de um portátil), isto acaba por ser muito pior, porque a carga ideal para conservar a bateria é por volta de 35%, deixar a bateria carregada ao máximo vai desgasta-la sem a usarmos.

AceDharmaBum disse...

Ótimo artigo!
Já tive problemas com minha primeira bateria do Macbook White e tive que trocá-la! Agora com essas dicas vow poder cuidar melhor desta nova bateria! Muito Obrigado!

Anónimo disse...

Gostei muito do artigo, informações que não me apresentaram quando comprei meu macbook pro.
Gostei muito das fotos também. kkk

ArmPauloFer disse...

Agradeço a todos a participação e o envolvimento com os vossos testemunhos neste artigo.
Fiz o artigo para todos os interessados e não como um expert em portáteis mas sim com a boa vontade de partilhar as diversas informações que pude apurar sobre o assunto.

A questão das baterias dos portáteis é um caso sempre delicado mas tenho tirado esta conclusão dos mais recentes portáteis da Apple:
-a bateria não sai fora e isso exclui imediatamente o tão famoso truque á portuguesa de funcionar ligado à corrente sem a bateria. A Apple não recomenda que se a tire fora e o próprio Mac OS X gere a energia dum portátil e assim quando funciona sem a bateria o portátil é tendencialmente mais lento (parece impossível ao estar ligado á corrente mas percebi isso - como se a bateria funcionasse de controlador). Mas como em tudo, o maior problema é o facto de uma bateria Apple custar bastante dinheiro... e ninguém quer ver uma conta extra dessas. Mas fico com a impressão que o facto de se retirar a bateria fora do portátil, que lhe faz mais mal que bem.

Obs: As fotos das utilizadoras foi só para retirar alguma monotonia ao artigo (sem elas parecia apenas um longo testamento). :-)