quarta-feira, 23 de julho de 2008

Lojas de sexo na mira da ASAE

Olhem só que decoração tão bonita!


"A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, e (ASAE) fiscalizou, desde o início do ano, 82 sex-shop e 52 operadores económicos desta área, revela o boletim de informação desta entidade do tutelada pelo Ministério da Economia e da Inovação. Segundo o boletim a última operação terminou a 3 de Julho e resultou na instauração de 46 processos de contra-ordenaçãoe na apreensão de 4126 artigos pornográficos e eróticos, sendo que as taxa de incumprimento verificada na segunda operação - terminada no início do mês - foi superior à primeira que decorreu em Janeiro.

Refere ainda o boletim da ASAE que as principais infracções prendem-se com ausência de licenciamento, falta de rotulagem em português, de cadastro, de livro de reclamações e de indicação dos preços.
" In Expresso


Faço ideia o que a ASAE achará se encontrar um vibrador ou outro utensílio das fantasias e fetiches, se não tiver as instruções em português... que problemão do caraças!
E se as lingeries ultra-sexy ou os fatos sado-maso não tiverem etiqueta com as insignias da CE... e agora como se vai resolver.
E os preservativos com sabores estarão acompanhados da descrição da composição nutricional?
Será que os sabores que os originaram estavam todos dentro do prazo?

Aii... que problemão!


E este tapete... espectacular!
E a cor da parede...

Imagens da colecção Obscene Interiors, retiradas dos blogues "Life From Inside" e "Vitamina Y"

2 comentários:

Bruno Castro disse...

Já agora, como é que a ASAE inspecciona as casas de meninas, para verificar se o "produto" está bom para consumo?

ArmPauloFerreira disse...

São perguntas como essa que me assolam a alma... esses jabardos da ASAE...