segunda-feira, 3 de agosto de 2009

70 anos de Marvel Comics


A Marvel está a fazer 70 anos e propôs-se a eleger as 70 melhores capas das suas edições.

Uma iniciativa interessante e ao mesmo tempo saudosista.
Das 70 melhores capas elegidas, algumas serão bastante familiares a quem acompanhou as suas BDs.

Esta é a capa vencedora... a #1 da lista.
Obviamente, que como seguidor e apreciador quando muito jovem, algumas tenho-as ou passaram-me pelas mãos.
Ficam aqui das 70 melhores capas escolhidas, aquelas que li há muito, muito tempo atrás...


As 70 melhores capas: #61, #55, #52 e #46

As capas das edições da mini-serie Secret Wars eram mesmo fabulosas e dignas de colecção. Naquela altura, eram mesmo muito boas as capas mas a mini-serie continua a ser a mais memorável saga que retenho da Marvel.


As 70 melhores capas: #18, #7, #5 e #2

...e por fim a que mais me impressionou, tanto a capa como a história que se andava a desenvolver.
Sinceramente, se a marvel decidisse fazer um X-Men 4, deveria voltar a chamar Bryan Singer e desenvolver esta realidade apocaliptica onde os mutantes já não são aceites, sendo brutalmente perseguidos e em grande maioria mortos pelos Sentinelas. No X-men 3 já se viu um Sentinela na Sala de Combate e como alguns até morreram, acho que este seria o melhor rumo a dar como sequela.


As 70 melhores capas: #3

Saiba mais na Marvel

2 comentários:

CINE31 disse...

Adoro essa capa "Dias de um Futuro Esquecido", uma das melhores histórias que li na Marvel. ainda tenho a edição brasileira algures em casa.

ArmPauloFerreira disse...

Olha que já nem me lembrava do título...
As minhas edições são também as importadas do Brasil. Portugal chegou muito tarde.

Quanto a essa edição, as que a antecederam e as que sairam depois, provavam o quanto era sério e relevante a Marvel e as histórias que contava. A nível fantástico só mesmo em BD se encontrava semelhante.

Esta edição é a prova disso mesmo pois nos anos 80 já liamos situações e cenários que só agora e muito recentemente se encontram QUASE em filmes ou séries.
Mostrava o futuro dos mutantes onde já nem envergavam os fatos espampanantes de super-herói nem nada de fantasioso. Esta história colocava o dilema, para a altura invulgar, de que ser mutante e poderoso era quase uma maldição. Os mutantes eram uma praga. Eles andavam sempre escondidos como ratos...