segunda-feira, 5 de abril de 2010

Filme "Resgate" (cinema angolano)

Desta vez surjo aqui com um destaque cinéfilo menos habitual:
"Resgate - A Lei é a Opção" do realizador e produtor Mawete Paciência.

Angola é a origem deste filme e os nossos "brothers" estão de parabéns por quererem fabricar um certo género de filme de acção-style, que mesmo não tendo uma indústria com a totalidade dos meios técnicos de alta qualidade, ao menos fazem-no conforme podem com muitas doses de atitude e estilo visual. Serve-se de factos reais para recriar algo novo, com várias mensagens subliminares (desde o racismo entre negros e mulatos até ao valor policial vs viver em gangs) e com isso serve ainda para mostrar o país com um outro olhar para a envolvente.


"Resgate - A Lei é a Opção"
De Mawete Paciência


Sinopse: "“O Resgate” é um filme de acção e ficção que retrata a história do desaparecimento da estátua “O pensador” de um dos museus da capital. O roubo foi protagonizado por uma “gang” que actua a mando de um grupo de negociantes que vive da prática de negócios ilícitos ligados ao roubo de valores culturais. Na sequência, outra “gang” entra em cena em defesa dos valores culturais. No desenrolar dos factos, a Polícia intervém para pôr cobro aos actos criminosos."


Não deixa de ser curioso notar que, foi gerado um grande hype em torno deste filme (cujo DVD já editado até foi produzido em Portugal), facto bastante sintomático do entusiasmo da cultura angolana.

Realizadores portugueses, abram os olhos!
Bem reflectido, encontra-se aqui um perfeito exemplo cultural totalmente oposto do nacionalismo cultural português, que vêem em qualquer sua obra "mainstream" uma razão para a atacar.


2 comentários:

Anónimo disse...

Ya, gostei da cena, eu tenho a acompanhado o crescimento do deste rapaz tem futuro, este novo filme dele Rastos de Sangue promete, eu pidi ver algumas cenas curti.

ArmPauloFer disse...

Muito obrigado e gostei de saber sobre esse Rasto de Sangue.