segunda-feira, 4 de abril de 2011

Campeões 2010-2011: Bibó Puorto, carago!!!

Ópá! Era mais que esperado o dia em que nos sagraríamos campeões nacionais mas melhor ainda foi ver isso acontecer no território do eterno rival.
Uma vitória sobre o SLBenfica por 2-1, que bem poderiam ter sido não apenas dois como 4 ou 5 golos (se tivéssemos mais sorte!).
Um outro facto saboroso é ver a que hoje é parece dia de imprensa portista... até os diários anti-FCP fizeram o seu melhor!


Campeões! Campeões, nós somos campeões!
Afinal, o Jesus já não é o milagreiro... e nem o árbitro a ajeitar o "tempo" foi suficiente para nos roubar mais um marco no nosso clube que era ser campeão nacional na Luz. É que assim os benfiquistas não podem dizer que não sabem quem é o campeão... se até foi na casa deles que o conseguimos!



Força Porto olé! Força Porto olé! Força Porto olééééé!
Ironicamente, num estádio que se chama da Luz, deixaram-nos às escuras! Que triste gente de tão mau perder.
Vejam só, mal termina o jogo deixam toda a gente às escuras. Que amadorismo sem respeito pelos outros profissionais e pelo público que lhes ajudou a encher a casa. Nem sequer lhes fica bem argumentarem que foi para pouparem custos, pois para esbanjar água à sorte já não houve problema. Vejam só, dois minutos depois de terminado o dérbi, apagaram as luzes no estádio e ligaram os sistema de rega... para não se verem os festejos azuis. Nem sequer respeitaram as televisões, que estavam a fazer a cobertura no local... tendo de improvisarem iluminação para apanharem alguma coisa. Era muito interessante se todos os clubes nacionais internacionais fizessem o mesmo ao "mouros" quando ganham na casa dos outros. São gente de baixo nível. E nem comento a decisão anti-desportiva, ao impedir dos cachecóis e das bandeiras... onde está o vosso fair-play? Nas trevas...



Campeões! Campeões, nós somos campeões!
O FC Porto fez um grande campeonato e disso não há dúvidas. Sempre sério e focado no objectivo. Jogos ganhos dentro das quatro linhas (e não como outros fo E de discursos normalmente humilde e sem enveredar por achincalhar a concorrência. Coisa que do lado oposto, já não digo o mesmo do comportamento do rival... afinal também se pode perder pela "boca". E até nisso ganhamos ao SLB, que começou a época dando a impressão que o campeonato já estava ganho... e até a Liga dos Campeões. E ainda há umas semanas atrás... o treinador fazia contas muito curiosas, contando já com a derrota azul na Luz (coitadinho!).



Campeões 2010-2011!
Os vermelhos estavam tão entusiamados com o momento que tinham há semanas atrás, que o Jorge Jesus até já nem se lembrava de quantas vitórias seguidas já tinham obtido (como se tivesse sido uma grande coisa por aí além). Em comparação, o nosso grande presidente Pinto da Costa, disse ontem no calor dos festejos que "também já não sabia quantos campeonatos nacionais conquistamos...".
Eh, eh, eh... sempre oportuno!


Toda a equipa está de parabéns, os jogadores e especialmente André Vilas-Boas, que se torna no mais jovem treinador nacional de sempre (no é mais um pormenor só digno dos grandes clubes do mundo).

Campeões! Campeões, nós somos campeões!
Bibó Puorto, carago!!!

7 comentários:

Bruno Cunha disse...

Sim, o SLB é que é cabrão e disse que o campeonato estava garantido. Foi como no ano passado o obsceno e batoteiro (está provado judicialmente) disse que iam ganhar o campeonato em memória de um jogador que tinha falecido. Coitado do homem que deve ter rebolado na campa.

ArmPauloFer disse...

Sim sim... continuai assim com a azia. Foi o vosso treinador que deu a entender que era automático ganhar o campeonato. Isso foi na pré-época...

João Sousa disse...

Esperem lá… o Jornal de Notícias deve estar a ver a coisa mal. "Alegria nas ruas de todo o país"? Mas não é o Porto o clube de bairro (ou, vá lá, regional) e o único clube nacional (nacional? universal!!!) o Benfica?

Eu estava com um bom pressentimento. O AXN passou o Godzilla na tarde de Domingo, e nós sabemos que o Godzilla é um dragão que cospe fogo. Passei também o dia a percorrer a obra videográfica dos Rammstein - e quem tenha já observado um espectáculo deles sabe que os Rammstein são dragões que cospem fogo. Portanto, os presságios eram bons. Como diria o outro, estava escrito nas estrelas.

--

E, de novo, o tal clube mundial, autoproclamado (e conseguindo fazê-lo com cara séria) paladino da ética e moral, mostrou a sua verdadeira natureza.

Estava no seu direito querer evitar que o adversário fizesse a festa na Luz. Era uma questão de honra e de dignidade - por muito estranhos que estes conceitos pareçam quando apostos a personagens do calibre de Vieira e Jesus. Para isso, bastava terem feito uma coisa: não perder o jogo no local onde ele se disputa, o campo. Não o sabendo fazer, recorreram àquilo que já provaram possuir em quantidades industriais: grosseria, arrogância e mau-carácter.

Há coisa de um ano, a respeito de um outro episódio, eu escrevi em sede própria que "a grandeza de alguém mede-se não apenas em como sabe perder, mas também em como sabe ganhar". Agora, digo que de quem já provou não saber ganhar, não se pode esperar que saiba perder.

O pior é que a birrinha da direcção benfiquista não se limitou ao facto de ser antidesportiva e casca-grossa. Ao desligar as luzas, colocou em perigo quem pretendia sair do estádio e criou dificuldades adicionais às forças policiais que estavam lá para garantir a segurança dos intervenientes no espectáculo.

Jesus também não esteve melhor na sua resposta de "não ser electricista". Mas como costumo dizer, há coisas que já nascem com a pessoa. E como Manuel Machado disse, um cretino é um cretino. Villas-Boas comentou que, apesar das guerrilhas de palavras que aceita fazerem parte da encenação, tem por Jesus pelo menos o respeito devido a um colega de profissão. Alguém imagina Jorge Jesus, entre duas dentadas na pastilha-elástica, dizer algo com este alcance, já para não falar na relativa correcção sintáctica?

ArmPauloFer disse...

Exactamente João! Obrigado pela força!

Tal como referia no artigo, o valor é provar dentro das quatro linhas o seu valor e não o que o SLB tem feito que é criar imensos artificios externos para desviar atenções e ainda criar pressões nos agentes estratégicos. A verdade é que este ano não resultou e não foram suficientes (depois da Carolina e dos túneis... desta vez pelas supostas pedradas, o suposto ataque ao vice-presidente, etc.)
Ao FCPorto não se lhe pode apontar nada, quando conquista um campeonato jogando bem e sem auxilios. O nosso treinador practicou durante a época um discurso que não enveredava pelo tom jocoso e sem respeito, como foi sendo sempre habitual do Jorge Jesus. Não foi ele que lhe chamou de miúdo? Enfim...

Agora vem aí a Taça... e temos de dar a volta aos acontecimentos e trazê-la para o Dragão!

DUX_XXI disse...

Continuo a achar estranho ver adeptos do mais maior a não saber analisar a realidade. Preferem o velho e gasto choradinho em vez de fazerem efectivamente algo para serem melhores.

Já nem vou falar acto criminoso que foi desligar as luzes colocando em causa a vida de todos os adeptos, e não só dos portistas. O que dizer de alguém que não tem respeito pela vida humana até dos próprios adeptos?! Inqualificável, e é por isso que o futebol é, actualmente, um espectáculo bélico.

ArmPauloFer disse...

Pois é DUX_XXI, não lhes ficou nada bem o acto. Até entenderia se avisassem que depois de o jogo terminado desligariam a luz ao fim de certo tempo (15 a 30m por ex)... mas como fizeram foi mesmo vergonhoso. E ainda abriram o sistema de rega para importunar mais a situação...

Bruno Cunha disse...

Sim, claro. Só o Vieira e o Jesus é que têm a arrogância. Está visto que os tripeiros não vêm o presidente (se é que se chama presidente) que não fala e não protege o porto, não, em vez de isso, sempre que fala ataca o Grande Benfica! Vejam os "discursos" do Pinto(inho) que só come prostitutas e fala mal do Benfica.

Abraço
Frank and Hall's Stuff