sábado, 11 de fevereiro de 2012

5 anos de Ecos Imprevistos

Este blog faz nesta data, os 5 anos de existência. É realmente muito tempo...


Quando decidi a abrir este blogue, foi por mero gozo pessoal. Nunca esperava que duraria tanto. A ideia era criar um espaço e demonstrar a mim mesmo que também conseguia criar um blog. Não havia nenhum plano, nenhum conceito base na sua génese. Ainda hoje não há esse plano...

Recordo-me de na altura,
os blogues serem uma expressão muito pessoal de cada autor, onde poderiam expor o que achavam do que os motivava falar. Eu não sabia o que deveria aqui publicar sequer. Isso foi algo que se notou alguns dias depois de o abrir. Nada me ocorria aqui deixar. Não tinha pretensão de estar a conduzir uma espécie de diário sobre a minha vida. Não teria interesse e não me motivava sequer. A verdade é que sentia que havia muito que poderia exprimir e essa foi a razão de não ter me deixado ficar por um tema único. Lembro-me que motivava-me publicar como se este espaço fosse um jornal, apesar de não ser um jornalista. O desejo de destilar para a web o que lia, aprendia e me movia foi a principal razão para ir colocando aqui artigos.



Em 5 anos muito aprendi de forma auto-didata. Como sempre, por mim. Sozinho. As bases do que constitui um blogger não as tinha mas a contínua corrente de publicações neste espaço e o estar presente por entre tantos outros espaços semelhantes, foram algo que me foi orientando na blogoesfera.
Sem dúvida que, ao longo de 5 anos, a experiência da blogoesfera se tornou num enorme odisseia. Um percurso que permitiu ver outros a persistirem, a evoluirem e principalmente a ficarem pelo caminho. Quando um blog termina, não é só ele que vai abaixo. Todos os outros que o rodeiam como comunidade ficam afectados. Quer seja pela ausência das suas novidades, expressão de pensamento e a sensação de se ficar mais á deriva.
Penso que nos dias actuais, os bloggers modernos vivem esta experiência de forma bem diferente. Não me sinto um grande blogger e essa é a maior verdade. Tento apenas fazer o que me for possível para injectar algo válido e interessante... mas a pensar em satisfazer mim mesmo em primeiro lugar.
Não publico a pensar que tem de ser como um serviço para possíveis leitores. Há sempre essa tentação de se publicar o que é esperado ver publicado, sobre o que está em voga no momento. Isso é um erro.



Cedo percebi que um blog não deve ser uma central noticiosa, não deve ser a replicação do que "navega" no momento pela web e muito menos se publicar sem se sentir algo pelo que se coloca num blog. Este blog nunca foi um serviço como o são os jornais e as revistas. Não há em mim sentido de esperar remunerações por estar a gerir um blog. Mas entendo que o sentido de blogar é ser honesto a filtrar o que leu/descobriu fazendo-o sempre de forma personalizada e com fé na posição defendida. Exprimir o que se acha de um assunto, para o bem e para o mal e de forma correcta.
Ter a noção de que devemos, sempre que possível, participar nos espaços de outros bloggers de forma a contribuir nos assuntos alheios. Não esperar nada em troca e muito menos o sucesso astronómico.
Afinal de contas, ser blogger é sermos nós próprios e isso é que interessa.

10 comentários:

Ricardo JM Vieira disse...

5 anos é, realmente, muito tempo! No entanto, espero que ainda venham mais 5!

Muitos parabéns pela data e por este texto muito certo daquilo que um blogger deve aspirar a ser; publicar em primeiro lugar para ele e ser sincero. Só assim é que, eventualmente, poderá cativar leitores fiéis e deixar a sua marca na blogosfera por ter uma identidade própria.

ArmPauloFer disse...

Muito obrigado Ricardo Vieira. Acredita que é isso mesmo que encontro também no teu "35mm" e por isso gostar tanto do blog e do que escreves... da tua expressão pessoal e personalizada.
Obrigadão pelo apoio!

Bruno Cunha disse...

5 anos é mesmo muito tempo!
Bem, parabéns pelo trabalho e empenho manifestado até agora e que venham mais anos assim!


Abraço
Frank and Hall's Stuff

ArmPauloFer disse...

Obrigado Bruno pelo sempre pronto apoio e presença no Ecos. Cá andarei enquanto der para isso!

Loot disse...

Muitos Parabéns Armindo. Para mim o que me interessa em ser blogger é precisamente essa parte pessoal que falas.

Abraço

ArmPauloFer disse...

Obrigado Gabriel "Loot" pela atenção, dedicação e a amabilidade das tuas palavras. Conheço o teu espaço e reconheço que também nutres a mesma postura como blogger (tal como nos blogs do Ricardo e do Bruno) Obrigadão!!!

João Sousa disse...

Fiz uns cálculos rápidos. Com 2851 textos (entretanto, já deves ter acrescentado mais dois ou três), dá uma média de aproximadamente 1.5 textos escritos por dia. Isto é de uma dedicação que eu admiro bastante. E dedicação é um predicado que me parece essencial para se manter um projecto interessante.

Esta efeméride fez-me relembrar os meus contactos com o fenómeno dos blogues desde que, por volta de 2000, as minhas pesquisas de webdesign asiático me levaram a descobrir lá vários protoblogues que davam os primeiros passos. Graças à visibilidade mediática do Abrupto e d'O Meu Pipi (dois exemplos quase diametralmente opostos daquilo que pode ser um blogue), acompanho a blogosfera portuguesa praticamente desde a sua explosão inicial. Estamos a falar já de 2003.

Ao longo destes 9(!) anos, o punhado de ideias que tive (sozinho ou acompanhado) nunca passou do título e URL porque me/nos faltava, entre outras coisas, essa componente: dedicação. É por isso que eu admiro quem mantém sozinho o registo médio de um post por dia, ainda por cima num blogue pessoal de divulgação. Usasse eu chapéu e tirava-o para te saudar. Assim, limito-me a fazer o gesto.

ArmPauloFer disse...

E o quanto te agradeço o gesto, João.
Agradeço as tuas belas palavras, as contas (nunca me apercebi disso até) e acima de tudo o constante apoio ao longo de tanto anos. Isso sim também é dedicação para comigo e este espaço. Obrigadão mesmo!!!

Obs: foi pena isso de não teres levado à avante o teu projecto. Teria apreciado bastante... e seguido! Tudo de bom!

Peter Gunn disse...

Apesar de já vir um bocadinhozito atrasado (cof cof) aqui ficam os meus mais sinceros Parabêns!!! :)

Faço das palavras do João Sousa as minhas, rematando apenas com um simples Obrigado!!!

Cumprimentos e continua com o óptimo trabalho! =)

ArmPauloFer disse...

Peter Gunn, eu é que agradeço toda a atenção que me ofereces sempre, fazendo-o com todo esse incentivo que tens dado sempre. Sei que este espaço não é nada demais e já foi melhor mas... é o que se pode e espero conseguir ter sempre algo a acrescentar. Muito obrigado!