quarta-feira, 12 de setembro de 2012

MOTELx (2012) - 6º Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa

Arranca hoje o 6º Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, o MOTELx de 2012.
Este festival como é habitual realiza-se no Cinema São Jorge e dura de 12 a 16 de Setembro.


Para não estar aqui a complicar a coisa (e nem referir sequer que este festival está a ficar cada vez mais interessante por ser especifico no género terror/horror - coisa que um certo festival do fantástico aqui no norte se tem descaracterizado ao longo dos anos, mas isso agora não interessa nada...), nada como "gamar" algumas informações por aí (ooops, calhou ao Split Screen, "sorry" guys):
"Este ano, o convidado de honra será o realizador italiano Dario Argento, dando continuidade aos convidados de peso para um festival relativamente tão recente. A retrospectiva dedicada ao realizador, insere-se na secção Culto dos Mestres Vivos, com destaque para a trilogia «As Três Mães», com Suspiria (1977), Inferno (1980) e Mother of Tears (2007). No último dia do festival, Dario Argentoestará presente na Sala Manoel de Oliveira para uma masterclass. O festival contará ainda com outros convidados: o realizador italiano Jonathan Zarantonello, os franceses Julien Maury e Pascal Laugier, o britânico Alex Chandon e o norueguês Pål Sletaune.

Outras masterclasses serão dadas pelo escritor português David Soares, autor de diversas obras de terror e fantástico ou pelo colectivo Clones, criadores das curtas-metragens Papá Wrestling (2009), Blarghaaarhgarg (2010) e Banana Motherfucker (2011). Também João Leitão irá apresentar o episódio-piloto da série televisiva Capitão Falcão (filme surpresa da última edição do MOTELx) e discutir a origem da personagem, um super-herói do Estado Novo. O produtor português Paulo Branco estará presente também no festival para uma Q&A acerca da secção Quarto Perdido, que este ano apresenta O Território (1981), de Raúl Ruiz e O Estado das Coisas (1982), de Wim Wenders. Haverá ainda tempo para a apresentação de um making of do videoclipe Lickanthrope, da banda Moonspell, porFilipe Melo, bem como uma tarde de jogos de tabuleiro para toda a família.

Um dos pontos altos do festival é a atribuição do prémio para a Melhor Curta de Terror Portuguesa, existente desde a terceira edição.
"

Fica o programa desta edição...
clicar na imagem para ampliar


...e algumas considerações (sim alguns destes já desfilaram depois de um daqueles momentos ao computador com uma imaginária pála no olho):


[REC]3 Genesis - 6/10 Interessante e difere um pouco das dois anteriores, juntando algumas noções vistas dos filmes anteriores para nos dar um desviante terror gore com tons de comédia negra. Vale a pena.


The Human Centipede 2 (Full Sequence) - só vi ainda uma parte inicial e... é fortíssimo. Promete mas não parece tão porreiro como foi o primeiro.



The Tall Man (The Secret) - 6/10 Interessante e sem ser bem um filme de terror, é um filme que cria um ambiente de mistério e procura narrativamente nos trocar as voltas sobre tudo o que realmente se passa aqui.




Há ainda alguns que merecem atenção como o "Livide", "V/H/S", "Babycall" (que tenho na lista de filmes a ver), "Red State" e o "The Raid - Redemption".




No site do MOTELx, é disponibilizado um PDF (clicar) com a programação do festival e muitas informações complementares sobre cada filme e outros eventos do festival.

Ide, ide...

4 comentários:

Sarah disse...

V/H/S, Excision e Tall Man são definitivamente os filmes que quero ver nesta edição. REC 3 deixa muito a desejar, já tive oportunidade de ver.

Sarah
http://depoisdocinema.blogspot.pt

ArmPauloFer disse...

Esse Excision também se afigura bastante interessante. Sobre o The Tall Man, é interessante mas não é um filme de terror. O REC3 foi divertido mas o melhor continua a ser o REC1 (e o 2 foi bastante interessante).
São muitos filmes e serve o festival como sugestão de filmes para se estar atento.

João Sousa disse...

Durante alguns anos, queixei-me de que não havia uma cultura de terror/fantástico em Lisboa, e dizia que ainda ia tirar férias na altura do Fantas para ir ao Porto ver filmes de terror em série. Agora que tenho o MotelX aqui perto de casa... arranjo sempre desculpas para falhar. Faço planos, tenho o horário cheio de marcas a assinalar o que vou ver... e falho sempre. Mas é geral: quando há três anos que não vou a cinema, está tudo dito.

Entretanto, uma curiosidade apenas indirectamente relacionada: é impressão minha ou o actor principal do Human Centipede II também participou em dois videoclips dos Planet Funk - o Chase de Sun e Inside All The People?

ArmPauloFer disse...

Sim, tens razão pois é o mesmo actor, o Laurence R Harvey, nos videoclips.
O mundo mudou muito... e ir ao cinema actualmente é algo mesmo muito caro e todos sabemos bem que rapidamente (ou antes e depois) os filmes estreados "arranja-se" na net...
Mesmo assim tento ir algumas vezes por ano.