quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Cine-cena: Leap Year... porque hoje é o invulgar dia 29 de Fevereiro

Ora bem... como hoje é o invulgar dia 29 de Fevereiro, dia que não há todos os anos (é só nos anos bissextos), a data tornou-se especial e por isso mesmo aproveito para recordar um filme recente, o "Leap Year" de 2010 (ver a cine-critica, clicando aqui)cuja premissa do filme assenta nisso mesmo.



Aqui uma cena engraçada... que despoleta o sentido de viagem pela Irlanda. A pé...



E o facto de irem a pé, descobrem melhor a Irlanda e não só...

Declan: What the hell are you doing here?
Anna: could you maybe be nice for just a second, i just flied 3,000 miles just to get here.



Declan: Mrs. O'Brady Callhan. Where the hell are you going?
Anna: You said no.
Declan: I didn't say no. I didn't say anything.
Anna: You walked away.
Declan: I was getting something.
Anna: Really? That was a good time to go get something?
Declan: Yeah, it was actually.



E é isto que me lembrou o dia 29 de Fevereiro... mas há mais filmes até.

Evento Especial Apple 7Mar12: iPad 3 ?

Assim de surpresa, a Apple lançou o mote à imprensa para um evento especial marcado para o próximo dia 7 Março'12 e pelo que demonstra a própria imagem... o facto de estar a fazer um ano desde o iPad 2... acredito mesmo que vem aí o iPad 3!!!

The Avengers (Marvel 2012)... poster oficial, foto do Hulk e trailer da SuperBowl!!!

Surgiu há poucas horas, o poster oficial do tão esperado "The Avengers" (2012)

Ui! Geekgasm total!

Caramba! Assim este blog agora até parece uma central noticiosa... i'm on fire!
(oops! On fire é o do Quarteto Fantástico... mas agora fica assim e não corrijo pois ninguém vai notar! Who cares, right?)
Contudo algo me confunde, pois também esbarrei algures com outro poster oficial e neste o título do filme é "Avengers Assemble" e estreia mais cedo (em 26 de Abril). Tudo igual excepto o título. Desconheço a razão...


Opá! Vamos lá a falar a sério sobre este poster. Parece-me algo plástico demais e excessivamente fabricado. Como se as fotos das cabeças tivessem sido colocadas nos "bonecos", que por sua vez foram igualmente colocados e dispostos para parecer que estão juntos numa guerra, onde eles até parece que nem ligam puto a ela. Ainda para mais, Thor e Iron Man parecem ter o tronco longo demais também. Enfim observações tinhosas, eu sei, mas... e quem se importa com isso? Afinal pouco interessa se não está tão bem assim se o que se quer é ver o filme chegar.

Entretanto, também arranjei esta primeira foto de qualidade do Hulk, que acho que desta vez parece estar bastante porreiro em relação ao filme de 2008.
Clicar na foto para ampliar e ver bem.


Não há como não dizer que este Hulk tem um rosto com muitos traços de Mark Ruffalo, o actor que lhe dá voz e vida por motion capture e claro, faz de Bruce Banner (daahhh!).

São os Vingadores!!! É o filme da super-equipa Marvel!!! Que humilha assim a DC Comics, há décadas a fazer filmes de super-heróis) por a sua super-equipa, a Liga da Justiça, estar e, super-atraso de concretização! A Marvel fez o impossível ser possível e é claro que qualquer pixel que escape deste filme dos Vingadores é noticia de se prestar as maiores atenções.
Termino com o teaser que foi apresentado no Super Bowl'12, mais precisamente com a versão extended, que se pode dizer que tem um dos mais marcantes diálogos (o do Tony/Iron Man com o Loki).

"I have an army."
"We have a Hulk!"



Vai haver fight, caralho carago!
Vamos ter filme, carago!!!

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Cine-critica: Underworld: Awakening [2012]

Underworld: Awakening
[2012]


Realização: (os suecos) Måns Mårlind, Björn Stein
Com: Kate Beckinsale, Stephen Rea, Michael Ealy, Theo James, India Eisley, Sandrine Holt, Charles Dance, Kris Holden-Ried, Jacob Blair...

Sinopse: "Após conseguir escapar de um cativeiro de 12 anos, a vampira Selene (Kate Beckinsale) depara-se com uma realidade inesperada: descobertos pelos humanos, os clãs de vampiros e lobisomens são perseguidos e caçados como animais selvagens. Agora, para salvar ambas as espécies do extermínio total, Selena vai ter de fazê-los compreender que a sua hipótese de salvação reside na superação das suas diferenças e na união de todos contra o mesmo inimigo. Conseguindo-o, poderão vencer a maior batalha das suas existências..."

Trailer:


Ora bem...

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

E os Oscars foram para... (ooh não... também aqui!? E com tantas fotos?! Blrrr)


Bem, qualquer cinéfilo acompanha sempre o que se passa em termos de premiações da cerimónia de entrega de prémios da Academia, a "84th Academy Awards" (por outras palavras os Óscares 2012), aconteceram nesta passada madrugada. É a noite que faz com que muita gente durma menos umas horitas e deste lado ainda fiz por resistir mas cedi já perto da recta final. Também não perdi nada irrecuperável...

A parte fashion logo ao inicio vi algumas partes... É o ritual da passadeira vermelha que serve para ir despertando as atenções nos visuais dos actores e sobretudo das actrizes, que têem a ingrata tarefa de ir melhor que todas as outras e depois nem sempre isso acontece. Mas há sempre algumas que se destacam...

 Jessica Chastain, Cameron Diaz, Gwineth Paltrow... 3 bons exemplos fashion.
Também passou a Anjelina Jolie mas o crescente ódio por esse horrível espécimen esquelético... impede-me de dizer bem dela e de colocar aqui uma mísera foto. Nunca se sabe mas pode-me avariar o blog...

Cerimónia arranca...
Muita coisa porreira ainda vi, o inicio engraçado do regressado Billy Cristal (a 9ª vez a apresentar a cerimónia da Academia). Esteve bem e sempre deu provas seguras. Contudo, numa industria de showbiz e representação, notar que não há outras hipóteses para mestre de cerimónias é estranho. Isto até me leva a mais uma vez lembrar isto: Quando é que a Academia abre os olhos e convida o Jim Carey, carago?


Continuando... as apresentações castiças de Ben Stiller com Emma Stone, de Robert Downey Jr. com Gwyneth Paltrow, de Will Ferrel com Zack Galifianakis., o núemro esclusivo do Cirque Du Soleil.. e é claro, da sempre deslumbrante Cameron Diaz (ahh... sim, vinha acompanhada da Jennifer Lopez... but who cares?)




Bom... toca lá a ver a listagem dos premiados.

Mentalmente nalgumas categorias tinha imaginado certeiramente actor/filme/actriz/actriz secundária/argumento e apenas falhei no realizador - mas dizer isto depois já não vale nada... tal como os Oscars... vale o que vale.

E os Oscars foram para:

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Wall-e... explora o Outono - fotos de Pedro Lopes

Wall-e... explora o Outono
fotos de Pedro Lopes



Fonte: Flicker

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

MyJukebox: Ayah & DJ Jazzy Jeff - Back For More [2011]

Dj Jazzy Jeff & Ayah
álbum: "Back For More"
(2011)


Publicava eu aqui há poucos dias atrás um post sobre algumas canções do álbum "4:15" da Ayah e eis que volto novamente á carga sobre a mesma.

Não me tinha apercebido mas enquanto gabava esta mais recente "Forgive Me Love" de 2011 (com DJ Jazzy Jeff), que é uma faixa toda fixe também e nem me apercebia que esta dupla disponibiliza o álbum em download gratuito.

"Forgive Me Love" é um dos melhores exemplos do que a cantora tem por lá neste álbum.
Este video é também dedicada às relações LGBT e à consciencialização sobre os abusos, maus-tratos e por aí, que também vivem. É uma chamada de atenção sentida.




A canção está bastante bem escrita, num duplo sentido que se demarca dos comuns estereótipos e o refrão é marcante que baste. Fica um excerto (lyrics):

"I’m trying my best to hold on I need you back in my life!

But I’m tired of trying along,
Though I know the whole thing is not right!
Now I hurt you, I know there’s no excuse
And is probably no chance
But I’m here, and I’m begging you, please
Don’t let this time be the last!
Love I can give you, how far we go?

Chorus:
So if you say that we can make up
Would it be OK if I can stay here with you?
One more night I need to feel love, tell me that is real love
This, here with you!
I know I don’t even deserve it
But if you can find it in your heart
To feel me love!
Forgive me love, love!"


Uma outra que me encanta fervorosamente é a "Make It Last".
O grande DJ Jazzy Jeff sacou a base sonora de uma canção do genial Marvin Gaye (da "Mercy Me") e a Ayah escreveu impecávelmente coisas muitos sentidas e canta (e brilhantemente num certo momento proximo do refrão), dotando-a duma nova vida a esta canção. Sem ser uma cover mas plena de nostalgia, um grande canção (literalmente grande... bem que podia ter menos um minutito até... tornava-a ainda melhor mas como é para "fazer durar").
É a que mais gosto de todo o álbum.




A "Notorious" também tem boa onda...
É verificar já a seguir deste curto video:




Por fim, destaco ainda a impecável "Hold On", (a par de "Make It Last", das melhores) que também apresenta um travo hip-hop bastante forte. É DJ Jazzy Jeff, sem dúvida. É viciante apartir do momento em que se gosta... avisei!




Quem apreciar e quiser este álbum, basta clicar no link (mais abaixo) para aceder à página e fazerem o download gratuito de todo o álbum. Vale bem a pena!



Link oficial para download: BackForMore

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Series TV: 2 Broke Girls (CBS)

Outra das séries imperdíveis deste lado:
"2 Broke Girls"


Uma sitcom hilariante de 20 min que passam a voar... e por isso por vezes a sessão é até em dose dupla (ou tripla).
Uma premissa simples, nada mais que duas raparigas de estratos sociais diferentes, uma ex-rica (na rua, sem mãe e com o pai na cadeia mas com um cavalo) e a outra uma pobretanas que nunca conheceu o pai e a mãe é uma junkie. Ambas vêem falidas.
Por casualidade cruzam-se, passam-se uma com a outra e... ficam grandes amigas.



Juntas, a trabalhar num café em part-time lutam diariamente para conseguirem... sobreviver. Também fazem uns biscates para arrecadar mais umas massas e perseguem o "sonho" de melhorar a vida.
Humor inteligente, corrosivo, negro, hipster por vezes, imensos gags, muitas piadas com alusões sexuais, etc... etc... e 15 episódios depois continua imparável.

Esta sitcom assenta em duas actrizes e é um autêntico Kat Dennings show e a sua comparsa, a Beth Behrs, ela brilha, brilha, brilha (e melhora a cada episódio!).
Curiosidade: no final de cada episódio é nos dada a conta-corrente do dinheiro que já angariaram (ou perderam).

Ficam alguns momentos bons:

MyJukebox: Enigma - MMX The Social Song [2011]

Enigma
"MMX The Social Song"
[2011]


Em 2010, o projecto Enigma, mais precisamente Michael Cretu, lançou-se com a ideia de criar uma canção cuja participação fosse feita com a ajuda dos fãs pelas redes sociais. Como tal, bastava ir ao endereço indicado para o efeito e artisticamente participar conforme melhor o fã de Enigma soubesse. Podia-se gravar as próprias vozes para efeitos de coros e não só, deixar partes de filmagens e até mesmo apresentar criações para ilustrar a capa do single.
Ao fim de 3 meses da experiência, o resultado foi bastante interessante a todos os níveis. A canção está á altura do que é e sempre foi o som Enigma, o video está muito curioso e a capa ficou fixe.
Uma verdadeira canção social...

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Filmes 2012: Sound Of My Voice (com video dos primeiros 12 min do filme)

Sound Of My Voice
[2011]

Realização: Zal Batmanglij
Argumento: Brit Marling e Zal Batmanglij
Com: Brit Marling, Christopher Denham, Nicole Vicius...

Que impaciência... este filme indie nunca mais estreia!
Anda de festival em festival, começou no Sundance 2011 (que é em Janeiro, portanto há mais de um ano), seguiu para o SXSW'11, em 2012 vai a Palm Springs e... só lá para final de Abril tem estreia nos EUA.

Recentemente, sai um teaser tremendo. Nada mais nada menos que os primeiros 12 minutos do inicio do filme, que pode ser visto no final deste post, respectivamente o "Chapter 1" (o filme é dividido em sucessivos capítulos).

É um filme que, aborda um grupo de pessoas que aderem a um culto, cuja líder supostamente veio do futuro. Um casal vai se infiltrar para descobrir a verdade sobre este culto e a sua líder misteriosa...


Argumento de Brit Marling que também é actriz no filme (é ela a lider deste culto). Tinha de ser, ela já havia brilhado no "Another Earth", filme pelo qual

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Algo se passa em Lisboa e envolve um vigilante mascarado... informa o Grand Temple. Temei bandidos!

Afinal não era brincadeira nenhuma! Aqui há uns tempos atrás, surgiu um alerta que dizia o seguinte:

"Os criminosos de Lisboa precisam levantar as calças... e eu vou lhes dar um cinto!
Ahahahahahhh!!!"

Isto já está escarrapachado nas páginas dos jornais... o assunto é mesmo sério! Vão ser ouvidos gritos de pânico e histeria de massas!


Segundo mostra no Grand Temple, algo se passa mesmo em Lisboa. O que parecia um mero rumor (ver mais aqui), foi-se a perceber ser mesmo uma realidade e a coisa está em marcha. Envolve um vigilante mascarado obcecado por

MyJukebox: Ayah - 4:15 [2009]

Ayah
álbum: "4:15" [2009]


E lá coloco por aqui mais uma cantora interessante, sendo desta vez a canadense Ayah, cuja proposta sonora se orienta num R&B de travo hip-hop. O álbum de 2009, o "4:15" tem uma certa pinta (e a cantora também - toda cheinha e tal... em estilo!), pelo que recomendo descobrirem a quem gostar da sonoridade. Nem que seja pela iTunes Store ou outra loja pela web (este álbum não tenho ainda, apenas uma faixa só).

A destacar a faixa "In My Lifetime" que é realmente muito boa, grande dominio de ritmo e o apelo soul, constroem um sólido momento pop de grande nível...


... e especialmente esta a "Might Not Be", igualmente porreiraça, adoro imenso o ritmo e é a única que tenho na verdade - uma oferta SXSW'10.
(Ahhh... quem fez o video ainda percebe menos que eu. Isto tem algum jeito? Daasse!)


Termino com um outro video deste álbum, da faixa "Believe"... bem mas esta... é interessante e tal...



Site: Ayah Music
No canal YouTube da cantora tem para lá imensa coisa:
http://www.youtube.com/user/AyahMusic?feature=relchannel

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

SciFiWorld Portugal... abriu portal dedicado ao sci-fi, fantástico e terror!


Conforme informa no SciFiWorld Pt: "Nascido em 2005, o grupo SciFiWorld desde cedo se distinguiu dos demais em Espanha. O seu trabalho de excelência tornou-o presença obrigatória nos principais festivais ibéricos do género fantástico. A revista mensal, que primeiro surgiu em formato digital, é vendida em papel há três anos e meio. Desde então a SciFiWorld tem lançado com frequência livros e DVD que deram a redescobrir a história e os clássicos do terror espanhol.


O passado da revista dispensa apresentações, mas o seu futuro é notícia. A partir de hoje a história do universo SciFiWorld também será escrita em português."

Altamemente! Um espaço on-line inteiramente dedicado ao sci-fi, fantástico e terror!
O espaço é gerido pelo Nuno Reis (do blog Antestreia), abriu ontem (14 Fev'12) e já conta com vários artigos publicados e com colaboradores extra.

Toca a aderir e seguir quer pelo site/portal, pelo Facebook ou pelo Twitter.
Força tugas para o sucesso do projecto!!!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

MyJukebox: The Flamingos - I Only Have Eyes For You [2003 - Something's Gotta Give OST]

The Flamingos
"I Only Have Eyes For You"
[2003 - Something's Gotta Give OST]


Em pleno Dia dos Namorados, deixo aqui um clássico que se ouve num muito bom filme igualmente tocante (excelente mesmo) e bastante romântico, onde nos prova que o amor não tem idade.
Não há muito a dizer perante tanta excelência. Já agora o album de canções desta OST é maravilhoso, oscilando entre a soul, o jazz, a bossa-nova, a chanson française, algum samba com bom gosto. É um album, que não só revive as memórias sobre este filme (a canção dos "The Flamingos" passa numa cena crucial, que começa á janela....).
Recomendo!


"I Only Have Eyes For You"

lyrics

My love must be a kind of blind love
I can't see anyone but you.

Are the stars out tonight?
I don't know if it's cloudy or bright
I Only Have Eyes For You, Dear.

The moon maybe high
but I can't see a thing in the sky,
'Cause I Only Have Eyes For You.

I don't know if we're in a garden,
or on a crowded avenue.

You are here
So am I
Maybe millions of people go by,
but they all disappear from view.
And I Only Have Eyes For You.

Cine-critica: Perfect Sense [2011]

Perfect Sense
Sentidos do Amor
[2011]

Realização: David Mackenzie
Com: Ewan McGregor, Eva Green, Connie Nielsen, Ewen Bremner,

Sinopse: "Susan é uma cientista em busca de respostas a perguntas importantes. Tão importantes que renunciou a outras cosas, incluindo o amor – até que conhece Michael, um talentoso chefe de cozinha. De repente, tudo começa a mudar. Enquanto Susan e Michael estão experimentando o amor, em todo o mundo as pessoas estão começando a se sentirem estranhas – algo está afetando suas emoções e o mundo começa a desmoronar…"



Ora bem...

MyJukebox: Urge Overkill - Girl, You'll Be A Woman Soon [1992 - Pulp Fiction OST]

Urge Overkill
"Girl, You'll Be A Woman Soon"
(1992 - Pulp Fiction OST)


Se há detalhe que muito aprecio é escutar boas canções dos filmes. Se há algo que todos sabem é que o realizador/autor Quentin Tarantino, tem um gosto musical muito apurado. Normalmente ele escolhe para os seus filmes canções e scores para banda-sonora dos seus filmes que muito dizem sobre os mesmos e marcam mesmo os filmes.
O filme "Pulp Fiction" é para mim o seu melhor filme e desde que o vi que filme e som nunca mais se dissociaram. Não só tenho o DVD do filme como também tenho a OST em CD. Em muitas faixas espantosas e marcantes, destaco para hoje a lindíssima canção de Urge Overkill, a "Girl, You'll Be A Woman Soon". É de um romantismo exacerbado que não dá para se lhe ficar indiferente. 5 estrelas e uma das essenciais na minha "discoteca". Tenho dito!


"Girl, You'll Be A Woman Soon" lyrics

Girl, you'll be a woman... soon

I love you so much, can't count all the ways
I've died for you girl and all they can say is
"He's not your kind"
They never get tired of putting me down
And I'll never know when I come around
What I'm gonna find
Don't let them make up your mind.
Don't you know...

Girl, you'll be a woman soon,
Please, come take my hand
Girl, you'll be a woman soon,
Soon, you'll need a man

I've been misunderstood for all of my life
But what they're saying girl it cuts like a knife
"The boy's no good"
Well I've finally found what I'm a looking for
But if they get their chance they'll end it for sure
Surely would
Baby I've done all I could
Now it's up to you...

Girl, you'll be a woman soon,
Please, come take my hand
Girl, you'll be a woman soon,
Soon, you'll need a man

Girl, you'll be a woman soon,
Please, come take my hand
Girl, you'll be a woman soon,
Soon but soon, you'll need a man

Cine-critica: Valentine's Day [2010]

Valentine's Day
Dia dos Namorados
(2010)

Realização: Garry Marshall
Com: Jessica Alba, Kathy Bates, Jessica Biel, Bradley Cooper, Eric Dane, Patrick Dempsey, Hector Elizondo, Jamie Foxx, Jennifer Garner, Anne Hathaway, Julia Roberts, Ashton Kutcher, Emma Roberts, Taylor Swift, Taylor Lautner, Topher Grace...

Sinopse (via RTP): "As histórias de um grupo de habitantes de Los Angeles com pouco em comum, cujas vidas se cruzam, no meio de romances e corações partidos, durante um Dia dos Namorados. Casais e solteiros vivenciam os altos e baixos de encontrar, manter ou terminar relacionamentos no dia do amor..."



Ora bem...

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

RIP Whitney Houston

Whitney Houston, morreu aos 48 anos. RIP.

Não posso dizer que era um fervoroso admirador da Whitney Houston mas ela teve grandes hits e algumas eram canções que gosto bastante.
Recordo aqui 3 exemplos, para não ser muito exaustivo.

Começo por uma recente, que acho das melhores da Whitney, um potente exemplo R&B que envergonha qualquer Rihanna, Beyoncés and all the sluty shit surrounding. Esta canção "Million Dollar Bill" de 2009, é brilhante!


Ficará imortalizada precisamente pelo cinema, onde esteve bem no

Cine-estreias: The Vow; O que Há de Novo No Amor; Paixão; (desde 9Fev'12 nas nossas salas)

Em véspera do Dia dos Namorados, há a destacar 3 filmes que podem bem animar a alusão ao dia. E hoje até porque é dia de cinema um pouco mais barato...



Posters, sinopses e trailers deste filmes já a seguir:

domingo, 12 de fevereiro de 2012

From Enchantment to Down... o fim dos contos de fadas - fotografias de Thomas Czarnecki


A revista Sábado on-line, exibe um conjunto de fotografias do fotógrafo francês Thomas Czarnecki, onde este encena figuras femininas da Disney (algumas dos contos de fada) subvertidas a um ambiente deturpado, decadente, obscuro e especialmente mórbido.

“As personagens da Disney são vistas como doces e inocentes e então decidi fugir um pouco a esse universo. Queria criar um choque entre a inocência dos contos de fadas e a realidade mais sombria da nossa cultura”, confessa Czarnecki.


Nestas fotos elas encontram-se já mortas, com evidentes sinais de terem sido abusadas, violentadas ou agredidas. Sem encanto. Trágico. Fatal. Um triste fim aos contos de fadas.

Já a seguir as fotos desta inusitada sessão com as imagens de:
Branca de Neve, Alice no País das Maravilhas, Pequena Sereia, Pocahontas, Rapunzel, Capuchinho Vermelho, Cinderella, A Bela e o Monstro e a do Alladin.

Branca de Neve...

sábado, 11 de fevereiro de 2012

5 anos de Ecos Imprevistos

Este blog faz nesta data, os 5 anos de existência. É realmente muito tempo...


Quando decidi a abrir este blogue, foi por mero gozo pessoal. Nunca esperava que duraria tanto. A ideia era criar um espaço e demonstrar a mim mesmo que também conseguia criar um blog. Não havia nenhum plano, nenhum conceito base na sua génese. Ainda hoje não há esse plano...

Recordo-me de na altura,

Mobile browsers: Chrome (Android) vs Safari (iOS)

Um comparativo do comportamento de dois mobile browsers: o recente Google Chrome (Android) vs Apple Safari (iOS).

Chrome (Android) vs Safari (iOS)



O Safari ainda assim continua a dar cartas. O Chrome, por ser tão recente tem de se admitir que já se apresenta num nível bastante bom.
É importante este tipo de concorrência pois podem surgir assim melhores ideias inovadoras para o Safari e assim se manter no topo e com novas features.

Fonte: Aberto até de Madrugada

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

MyJukebox: Natalie Merchant - Space Oddity [1999]

Natalie Merchant
"Space Oddity"
(álbum "Live In Concert" - 1999)



O legado que um artista dá às novas gerações... nesta caso David Bowie.
Particularmente esta canção de David Bowie já viu os mais variados artistas a fazerem a sua versão. Digamos que existem tantas covers de Space Oddity que me seria impossível de as enumerar, pelo que optarei por deixar como exemplo a espantosa cover da Natalie Merchant, que assinaria aquela que vejo como uma das mais memoráveis covers, optando por uma toada não muito diferente do original mas com diversos detalhes que a catapultam para a grandiosidade.


"Ground control to major Tom
Ground control to major Tom
Take your protein pills and put your helmet on

Ground control to major Tom
Commencing countdown, engines on
Check ignition and may God's love be with you

Ten, nine, eight, seven, six, five, four, three, two, one, liftoff..." (...)


Primeiro a voz dela assenta na perfeição neste tema de alguém sozinho no espaço, pois ela não canta apenas a canção... ele interpreta-a... porém é também dos arranjos que mais se demarca esta cover.

A determinada altura parece mesmo que há uma nave espacial a rumar para a imensidão do espaço. Natalie Merchant na sua cover troca a tensão de Bowie por um intimismo quase country mas que pontuada pelos sons acústicos a devolve com uma nova faceta de simplicidade com sensibilidade mais pop.
Mas não se ficaria por aqui, pois os momentos de tensão implícitos na canção original recebem também uma correspondente descarga sonora, com acentuamento na percussão e guitarra eléctrica.

E tudo isto feito num só take... pois é ao vivo.
Foi um momento sublime!


O astronauta:
"For here
Am I sitting in a tin can
Far above the world
Planet earth is blue
And there's nothing I can do

Though I'm past one hundred thousand miles
I'm feeling very still and I think my spaceship knows which way to go
Tell my wife I love her very much she knows" (...)

A torre de control:
"Ground control to major Tom
Your circuit's dead, there's something wrong
Can you hear me, major tom?
Can you hear me, major tom?
Can you hear me, major tom?
Can you...." (...)


"Space Oddity" na versão de Natalie Merchant (live 1999)


Artigo originalmente publicado em 24/10/2009,
como segunda parte da versão (original) de David Bowie (rever clicando aqui)

E se a Apple fizesse um MacBook Air de 15"?

Surgiu esta ideia aquando da CES, onde depois de uma votação se ventilou como interessante a possibilidade de a Apple criar uma versão do MacBook Air maior com 15".

O artigo da CNET sobre este assunto onde pesam os prós e contras de uma versão maior do Air, pode ser encontrado no seguinte link:

Why a 15-inch MacBook Air would be the greatest thing since sliced bread



Acho muito bom o artigo e dá que pensar realmente.
Acho que seria um boa aposta da Apple, pois com o preço certo, seria um bom produto de vendas.
Continuo a achar que mesmo assim a Apple deveria cortar um pouco mais nas margens de lucro que tem sobre os Air's e reduzir de 50 a 100 dolares apartir do entrada de gama e posicionar este quase ao preço de um Pro de 13" (ou seja muito pouco mais caro apenas).
Era altamente!
Mesmo assim morro de amores pela versão de 11"...

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

MyJukebox: Air - Love 2 [2009]

Air
"Love 2"
(2009)


Épá, os Air têm andado a tentar provar que não querem mais nada com os tempos do fabuloso "Moon Safari" (1997) mas a verdade é que se encontram aqui momentos um pouco mais próximos da pop-vintage que faziam do que o que encontramos no registo anterior, o "Pocket Symphony" (2007).

Este novo registo é de certa forma ao estilo do "10,000Hz Legend" (2001) mas também muito ambientado no chill-out calmo em variados instrumentais. Tem momentos muito jeitosos a destacar, tais como o inicio fulgurante de "Do The Joy", "Heaven's Light" e a muito pop "Sing Sang Sung".


Este artigo foi anteriormente publicado como um duplo artigo, a 31/10/2009, juntamente com o álbum de Horace Andy + Alpha (rever artigo).

Um ministro da treta: Álvaro Santos Pereira

Se há nódoa gigante no governo de Passos Coelho é a pasta da Economia.
Num tempo de dificuldades financeiras, o que mais se exigia a um ministro da Economia era que ele conseguisse imprimir factores que fossem uma alavanca na economia do país e assim fazer a manutenção de mais algum ânimo ao sector. Entusiasmar investidores, captar negócios estratégicos (juntamente com o Ministro dos Negócios Estrangeiros... pff!). Não tem sido nada assim. Parece-me que tem sido o oposto. E depois ele consegue ir provando que é o elo mais fraco da equipa de Passos Coelho (que deve estar ansioso pelo momento de renovar o governo e lhe dar uns patins).


Ficam dois episódios escusados:

O que é um neoliberal?


O emigrante, o deputado comunista e as asneiras.
"Não diga asneiras, porra!"
(um momento que deveria ter palmas!)



Ilustrações do blog "We Have Kaos In The Garden"