sábado, 18 de dezembro de 2010

Canais TVCine (Dezembro'10): Kagemusha; Solomon Kane; O corpo de Jennifer; Chovem Almondegas; ciclo de cinema Oriental e sessão-dupla de David Cronenberg

As novidades desta semana nos canais TVCine, onde se poderão contar com propostas bem boas que vão ser exibidas.

Antes de avançar, dois ciclos em destaque:

- Especial Noites Orientais, de 17 a 21 o cinema made in Oriente.
A produção chinesa e japonesa, com filmes de realizadores como Akira Kurosawa, Wong Kar Wai ou Ang Lee.

17/12 – "Kagemusha – A Sombra do Guerreiro"
18/12 – 2046 (é o que anda em cartaz mas preferia antes o "Disponível para amar", cujo "2046" funciona como uma espécie de sequela)
19/12 – Despedidas
20/12 – Ponyo à Beira-Mar
21/12 – Sedução, Conspiração


- Especial Quintas de autor é desta vez dedicado ao grande David Cronenberg, que terá dois filmes a serem exibidos seguidos (sessão-dupla).



Sexta, 17
Inéditos: "O Padrasto" e "Chovem Almôndegas" (uma animação interessante e muito agradável)
Estreiam/Reposições: "Kagemusha – A Sombra do Guerreiro" (de Akira Kurosawa) e "House of 9 - o Rapto"
Destaco ainda: "Distrito 9", "A Ciência dos Sonhos" e "As vidas privadas de Pippa Lee"




Sábado, 18
Inéditos: "Onde está a mão do homem sem cabeça", "A verdade e só a verdade"
Estreiam/Reposição: ""Reservation Road - Traídos pelo destino"
Destaco ainda: "2046", "Matadoras" (última exibição desta comédia sempre engraçada... e vistosa) e "Millenium 1"



Domingo, 19
Inéditos: "Solomon Kane" (é mais ou menos e promete mais do que entrega...) e "Um vizinho obcecado"
Reposição: "Chocolate" (é um lindíssimo romance)
Destaco ainda: "Bound - Sem Limites" (grande filme dos Wachovsky), "Pandemia" (dá para fazer daqui um paralelismo com a realidade) e "O laço branco" (de Haneke)



Segunda, 20
Inéditos: "Morte no deserto" e "Memórias Perdidas"
Estreia/Reposição: "Sob o signo da morte"



Terça, 21
Inédito: "O corpo de Jennifer"
Destaco ainda: "K-19", "Sedução Conspiração" (é um belíssimo filme de Ang Lee)



Quarta, 22
Inéditos: "A vida sem grace" e "Teeth"
Destaco ainda: "Comboio Infernal", a última exibição de "Mutilados" (tem tudo de mau filme... mas é porreiro e muito honesto) e os westerns com John Wayne que "El Dorado"/"O Homem que matou Libeerty Vance"



Quinta, 23
Inéditos: "Amelia" (Hillary Swank num biopic duma piloto aviadora -promete)
Destaco ainda: a sessão dupla de "Spider" / "O Festim Nú" de David Cronenberg (teria trocado o Spider pelo "Existenz" que até gostava de rever)

Depois vem o Natal e com isso maratonas de filmes natalicios e não só!

2 comentários:

João Sousa disse...

O Corpo De Jennifer - talvez fosse mais apropriado chamar-se O Corpo De Megan Fox?

Um Trunfo Na Manga - para mim, o trunfo na manga deste filme é a presença do grande Vinnie Jones, esse meu guilty-pleasure. Por causa dele já vi filmes com os quais, em outras circunstâncias, nunca perderia tempo.

Matadoras - Jennifer Love-Hewitt na altura em que fantasiar com ela ainda não pertencia ao campo da zoofilia. É um filme que achei medianamente interessante, mais pelo trabalho dos actores (Gene Hackman à frente) do que pela narrativa em si.

Ponyo À Beira-Mar - tenho lido ser um Miyazaki algo vazio. Talvez ele tenha querido fazer um filme especialmente dirigido para o público infantil e isso implicasse esvaziá-lo de profundidade.

Bound - recordo-me de ver parte dele há muito tempo. Tenho pena que os Wachowski não regressem (pelo menos ocasionalmente) a este registo. Nota-se ali um verdadeiro talento artístico que acaba por ficar um pouco mascarado na pirotecnia visual dos seus filmes de fantasia.

--

Gostava que alguém, ao idealizar um ciclo David Cronenberg, incluísse também a sua vertente de actor em Nightbreed. Melhor ainda: um ciclo David Cronenberg seguido de um ciclo Clive Barker com o Nightbreed a funcionar como ponte entre eles.

Também gosto do Existenz. Imagino ser um filme que tende a parecer atraente aos olhos dos Philip-K-Dickianos - nos quais me incluo - pois a temática é-lhe muito próxima. Mas não substituía qualquer um dos dois por ele. Existenz, Naked Lunch e Spider têm a mesma temática: uma separação dúbia entre o real e o irreal. Acho redutor focar nela ambos os filmes quando, por exemplo, se podia perfeitamente escolher um destes três e ir buscar o outro à fase "obsessão do corpo": A Mosca, Shivers, Rabid, etc.

--

Uma curiosa relação entre o Sedução Conspiração e 2046: Tony Leung Chiu Wai protagoniza ambos. E, claro, também esse portento de beleza dorida chamado Disponível Para Amar.

--

A Verdade E Só A Verdade - a verdade verdadinha é que sou como o cão de Pavlov: ouço a campainha Kate Beckinsale e começo logo a salivar.

ArmPauloFer disse...

Puxa vida, magnifico! És um grande cinéfilo mesmo!
Subscrevo na integra todas estas observações.

Do Cronenberg, sobressai mais o interesse pela oportunidade de ver o Festim Nú. Mas faria realmente sentido como dizes. Por exemplo ter o obsessivo "Crash" (muito bom) no lugar do "Spider" (bom mas não é dos que mais aprecio dele).

O "Ponyo" é bom mas é realmente algo suave e infantilizado.

O Tony Leung é um grande actor e está presente em valentissimos filmes. Além do "Disponível para amar" e estes, entre outros, marcou-me muito o "Infernal Affairs", que fez num registo contido devido à situação da história (este é o filme original que deu a Scorecese o Oscar de melhor realizador quando fez o remake "The Departed" - para mim inútil perante o original que até rendeu uma boa trilogia de agentes infiltrados).
Ainda não vi o da Megan Fox mas suscita curiosidade, até porque teve muito hype devido à história e tem ainda a Seyfried (da série Big Love).

Obrigado pelo comentário. Muito mesmo!