sexta-feira, 13 de junho de 2008

Futebuloso (parte 2)


Portugal no Euro 2008

Portugal está a fazer uma excelente campanha nesta fase final do Euro 2008. Quem viu a nossa selecção a jogar intermitente na campanha de apuramento pensaria que só tínhamos talentos individuais e não tínhamos equipa competitiva. Parece que os ares de Viseu revigoraram muito a nossa selecção e Scolari consegue mesmo unir um grupo em torno de um objectivo: Euro 2008. Para já, com dois jogos bem ganhos e cheios de mérito, a nossa campanha não poderia ser melhor. Duas vitórias alcançadas com exibições sólidas, apesar de em momentos dos jogos parecermos ter sofrido para as obter.
Realmente temos de dar razão: os jogadores que foram nacionalizados acrescentaram ainda mais nível á nossa selecção nacional e concordo com os 11 titulares que Scolari tem apresentado.



Positivo:
-Pepe e Deco têm sido gigantes e ajudado imenso a equipa.
- Quaresma não é tão dado a ajudar a equipa como o é Simão, que ajuda a equilibrar aquando das fugas inteligentes de Ronaldo.
- Cristiano Ronaldo tem sido um grande jogador de equipa e não de individualismo. Fica-lhe bem! E devemos notar que nos 5 golos que já marcamos Ronaldo esteve em todos os golos: a lançar o contra-ataque, a abrir a jogada para os colegas, a marcar e a servir para golo. Vai ser o melhor do mundo, já não tenho dúvidas...
- o banco das quinas é um assombro: Quaresma, Nani, Miguel Veloso, Bruno Vale, Postiga, Hugo Almeida, Miguel, Fernando Meira, Raúl Meireles e... alguns mais.
Qual será a selecção presente no Euro 2008 que não gostava de ter um qualquer jogador do banco de Portugal? Todas de certeza!

Negativo:
- o guarda-redes titular do costume. Sim o Ricardo... não há muito a dizer quando se é um flop na baliza. Defende penalties e é um adorado do seleccionador mas... o Quim era muito melhor. Scolari tem realmente Deus com ele pois a lesão do Quim, foi a grande ajuda divina que Scolari precisava. Ou será que ele andou ao murro? E já veio embora... será que a comitiva não o podia ter no grupo como já fez também com o Jorge Andrade? Não sei não...
Salva-se que veio outro igualmente bom (e melhor que Ricardo) para ajudar a defender a baliza: Nuno Espirito Santo.
Será que Scolari rezou tanto para ao Espirito Santo, que as preces foram respondidas literalmente?


Treinadores com novo emprego: Scolari!


É mesmo! Scolari vai abandonar a selecção e em julho já estará aos comandos do Chelsea. Depois de tantos anos à frente da selecção das quinas vai finalmente ter um desafio mais permanente. E bem difícil... pois no Chelsea os resultados têm de aparecer e serem constantes. Esperemos que não afecte o resto do comportamento da equipa neste Euro 2008.

Acho interessante esta nova etapa de Scolari. Vai ter de provar ao mundo que é realmente um dos melhores treinadores do mundo e aos comandos de uma equipa onde impera dinheiro mas pouco bom senso nas decisões desportivas. Scolari é inteligente e já mostrou que quando tem jogos a ritmo seguido, normalmente vai vencendo os jogos. De lembrar o decorrer nas provas com selecções, com Brasil e Portugal, nos Mundiais e Euros. Foi sempre a somar e a abrir caminho até perto das finais... ou mesmo nas finais!

Pergunto-me a mim qual vai ser o jogador do Chelsea que vai logo á partida ser o proscrito dele. Aquele com quem Scolari vai implicar (e encostar á box) para dar sorte ao restante grupo. Antes foram: Romário, Dom Vitor Baía... e agora Maniche. Será Ballack? Schevchenko? Quem será?
Bom, cá estaremos para ver como se safará no campeonato inglês.

Para já há vejo com um certo prestígio as contratações de Abramovich:
Quando ele quer um treinador melhor do mundo... vem a Portugal buscá-lo!

5 comentários:

Bruno Castro disse...

Concordo contigo em tudo, salvo no onze titular, aquele Petit deixa muito a desejar, será que não estava-mos melhor servidos com o Raul Meireles?

ArmPauloFerreira disse...

É mas o Petit consolida a defesa podendo se aproximar dos centrais como um terceiro. E faz quilómetros em campo. No jogo com os Checos foi o segundo jogador com mais metros e andou 11 kms! Só o Deco o superou... é preciso ter um jogador experiente e matreiro em campo também. O raul Meireles ou o Miguel Veloso são ambos muito bons também sim... mas este é o último Euro do Petit... depois é o adeus á selecção!

Voyager disse...

Não concordo que o Ronaldo que tenha sido jogador tão de equipa. Perdem-se muitas jogadas de ataque perigosas devido aos individualismos do Ronaldo. E para mim foi ridículo ter sido o Melhor jogador em campo pela UEFA no último jogo no lugar do Deco...

De resto, acho que temos jogado acima das expectativas e temos uma selecção com muito talento, mas atenção!

Se tivéssemos um ponta-de-lança que desse garantias e que marcasse mesmo quando não jogássemos tão bem nem tivéssemos um fluxo atacante grande, não teria dúvidas que seríamos os maiores candidatos a vencer o Euro.
Sem esse ponta-de-lança que as grandes equipas todas têm (Podolski, Villa, Toni) e que muitas vezes resolvem jogos em 1,2 lances, estamos sempre sujeitos a ser eliminados. Em relação ás outras equipas favoritas, precisamos de um maior número de ataques para obter o mesmo número de golos...

Bruno Castro disse...

Voyager, quanto à questão do Deco, também concordo contigo:
http://www.brunocastro.org/2008/06/repblica-checa-1-3-portugal.html

ArmPauloFerreira disse...

A situação do ponta-de-lança tem sido o nosso calcanhar de Aquiles... apesar de achar que temos alguns de qualidade não os podemos pôr ao mesmo nível dos grandes pontas-de-lança da Europa. No resto dos sectores a nossa equipa tem grandes talentos que fazem corar de inveja qualquer outra selecção.

Sobre o Cristiano Ronaldo... concordo que o Deco è que merecia ter sido o melhor em campo. É o que faz a UEFA só ter olhos para o C.Ronaldo... e como ele marcou e deu a marcar... já é o maior artista.
Eu tenho notado nele um jogador mais de equipa do que o que ele habitualmente é. Mas os individualismos dele também são necessários. Quando ele (ou outro como Quaresma, Nani, etc) tem a inspiração e fazem jogadas sozinhos e resolvem jogos... também estão a contribuir para a equipa.

Este tipo de jogadores tem de ser deixado um pouco livres para poderem pôr em práctica toda a sua arte e engenho. na minha opinião o Ronaldo tem as duas facetas muito bem equilibradas...