quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Recordar o 6 de Agosto de 1997... Apple e a parceria com a Microsoft

Faz hoje 12 anos que a Steve Jobs anunciou na MacWorld Expo as medidas e parcerias para ultrapassar a má situação em que a Apple se encontrava.

Steve Jobs, em palco informava que esteve a rever os relacionamentos da empresa com as outras e que uma delas merecia ser melhorada. Steve Jobs anunciava então a Microsoft como parceiro estratégico na sua revisão de parcerias.

Por seu lado a Microsoft iria investir 150 milhões de dólares na Apple, que muito necessitava de dinheiro para poder subsistir (a situação era mesmo muito má e a empresa estava mesmo em risco).
A audiência vaiou completamente esta união e muito mais barulho fez quando Bill Gates começou a discursar via satélite.

Realmente ao primeiro impacto isto significava estar a juntar-se ao inimigo, como se este fosse um vil demónio. Steve Jobs demonstrou ser realista com essa decisão e acabou a Microsoft por salvar a Apple, inclusive reforçando de mais razões de interesse para se continuar a ser um mac user e ao mesmo tempo serviu como novo sinal para angariar novos clientes para a plataforma.

E como conseguiu tudo isso?

O negócio com a Microsoft, trazia um grande trunfo: a suite Microsoft Office para Mac.
Desta forma garantiu-se que existiriam condições semelhantes para os clientes Mac ao terem disponível no Mac OS as aplicações Word, Excel, Powerpoint.

Temos todos de admitir serem as aplicações bandeira do mundo da informática. Contar com o Office na plataforma Mac num vinculo firmado por 5 anos, deu novo fôlego e credibilização à Apple.
Reforçou como uma enorme mais valia na compra de um Mac.
Esta decisão afectaria positivamente não só os existentes macusers (maioritariamente da área gráfica e design) como também os utilizadores domésticos, os da área do ensino (estudantes e professores), da economia, dos media, etc.

Mas não só o Office chegava á plataforma: também o Internet Explorer para Mac e outras tecnologias (Java, etc)



Na altura ainda pouco massificada a internet mas já muito utilizada, tinha no Netscape praticamente a única opção de browser no Mac. A Apple passava assim a contar com uma versão do IE para Mac e deu-lhe a importância que a parceria com a Microsoft significava, fazendo do IE o browser pré-definido do Mac OS.
Contudo, a Apple tinha respeito pelos utilizadores e instalava também o Netscape como uma outra opção de escolha para o browser pré-definido.

Recordo-me perfeitamente bem do IE para Mac como um browser bem conseguido e visualmente muito superior á versão para Windows. Em minha opinião, era um browser muito apelativo especialmente quando ganhou o look Aqua mais tarde.


Foi também a 6 de Agosto que arrancou a célebre (e marcante) campanha de marketing da Apple:
Think Different!

Uma campanha que abraçava todos aqueles vistos como diferentes, incompreendidos ou loucos mas que com as suas ideias criativas e desafiadoras poderiam ser aqueles que mudariam o mundo.

A campanha associava este conceito (claro que mais bem desenvolvido) a personagens como Picasso, Einstein, Martin Luther King, Hitchcock, Jim Henson e muitos outros.
E tudo fazia sentido e mais importante de tudo, parecia justificar com um novo estatuto relevante a quem usava um Mac.



Memórias de um passado... que se não tivesse sido assim, hoje certamente não teriamos iMacs, OS X, iPods, iPhone, etc.

2 comentários:

Ricardo Vieira disse...

Artigo muito interessante, Armindo. Desconhecia esta parceria e fiquei surpreendido por saber que o IE já esteve no Mac. O.o

ArmPauloFer disse...

Obrigado, Ricardo!
Sim, houve durante uns anitos Internet Explorer para Mac, tanto houve em Mac OS 9 como em Mac OS X e eu usei-o muitas vezes. Foi talvez mesmo a mais estética versão do IE que alguma vez a Microsoft fez... era girissimo. Mas depois também fui usando o Netscape e o Opera, que tinham mais features.
Quando terminou o prazo do acordo, a Microsoft desistiu de o actualizar e a Apple teve de fazer o seu próprio browser, o Safari (que é o que uso desde sempre).

Também te posso dizer que a primeira versão do Excell e do Word foram desenvolvidas para o primeiro Mac que a Apple comercializou em larga escala em 1984. Também o cheguei a usar... era um tudo-em-um, verdadeiro precursor autêntico do que é hoje em dia o iMac.