terça-feira, 20 de abril de 2010

Apple envia carta a Gizmodo para devolver o iPhone misterioso...

Questionava-em eu sobre a posição da Apple em não se manifestar sobre este possivel iPhone que apareceu (rever no artigo anterior)... e afinal não tardou muito.
Bruce Sewell, Vice Presidente Sénior e Conselheiro Geral da Apple, enviou uma carta à Gizmodo para que estes lhes entreguem o iPhone, que a Apple "perdeu".


Toda esta história da Gizmodo está muito confusa mas pelo que depreendo, basicamente álguém, menos responsável que se encontrava a colaborar na Apple, conseguiu pôr cá fora uma unidade ainda em desenvolvimento mas que permitiria já perceber o que viria de novidade num próximo modelo.

No Blog do iPhone, por exemplo, a história está mais desenvolvida em detalhe (ver aqui) mas na minha apreciação, como havia interessados (não é de admirar sendo o produto que é) e muito dinheiro para pagar por uma unidade dessas (a Gizmodo foi quem deu mais) ... isto um dia teria de acontecer.

Fica a interrogação de como reagirá a Apple ao ver os seus segredos revelados antes do tempo. Não me questiono sobre como vai reagir judicialmente com a Gizmodo, pois acredito que levará um trato exemplar. Questiono é como surgirá então a próxima geração do iPhone.
Será que vai surgir antes do tempo, para menorizar o efeito surpresa estragado? Dúvido.
Será que a próxima geração do iPhone vai surgir com um outro plano B de desenvolvimento, e onde algumas das novas características estarão ausentes? Talvez... e é preocupante.

2 comentários:

Nasp disse...

Não tou a ver qual é que pode ser o castigo para a Gizmodo..... e se isso tudo não foi "arranjado" pela Apple que perder o iPhone de-propositadamente :)

Nunca se sabe!

ArmPauloFerreira disse...

Mesmo tendo-o obtido a terceiros... o iPhone 4ªger foi obtido ilegalmente e em quebra de contrato estipulados. depois há leis sobre produtos em desenvolvimento e o secretismo.
Sendo um produto Apple secreto e perdido, há ainda a situação de a Gizmodo saber do paradeiro e não o ter entregue ás autoridades (e na práctica fez o contrário -apropriou-se dele com aliciamento). E muitas mais implicações que nem vou abordar... mas o que é certo é que a Gizmodo deu 10.000 por ele e vai ficar sem dinheiro e iPhone pois é obrigada por lei a devolver à marca.