sábado, 31 de dezembro de 2011

Keyser Soze's Place apresenta: os 10 filmes da minha vida... ui, isto promete!

O ano de 2011 está a acabar mas mesmo no fim ainda há uma grande surpresa para os que conhecem, seguem ou visitaram por acidente este meu blog.
Ah pois é... mesmo na recta final do ano ainda há vida deste lado!

Keyser Soze's Place apresenta: os 10 filmes da minha vida... ui, isto promete!

Recomendo então que visitem este artigo no blog "Keyser Soze's Place" (do Samuel Andrade), onde tive a honra de ser convidado para falar sobre quais entendo serem os filmes da minha vida. Já agora, que também sigam o blog espectacular do Samuel, que é um blog a sério (nos Açores, não se brinca!) e não um pasquim como é o Ecos Imp. (yeah, i think so!).

Espero que gostem... e convido os seguidores a apreciarem e comentarem por lá no artigo, que é até o que encerra esta iniciativa sobre "Os Filmes da Minha Vida" da blogoesfera cinéfila.
Clicar no título para ver o mítico artigo:


por ArmPauloFer, blog Ecos Imprevistos

Força nisso, ò malta interessada!!!

3 comentários:

Bruno Cunha disse...

Uma boa lista com vários filmes interessantes e que figuravam na minha lista.
Resta dizer um bom ano!


Abraço
Frank and Hall's Stuff

João Sousa disse...

Sobressaltei-me quando li que estavas na primária por alturas da transmissão do Superman. Estremeci ao ler que tinhas 10 anos quando o Back To The Future passou nas salas. Eu pensava que éramos mais próximos, mas tens menos quatro anos do que eu - ainda és uma criança!

(Como tantas vezes acontece nos meus comentários aqui, farei uma tangente e não vou escrever directamente sobre o post - vou partir dele.)

Recordo-me de trocar emails com um conhecido sobre este tema: o(s) filme(s) da nossa vida. Não sobre quais, mas sobre o que significa ser "o filme da nossa vida". A abordagem dele é muito semelhante à tua. A minha é outra. Não penso que alguma esteja certa ou errada: imagino que seja consequência de sermos pessoas diferentes com percursos diferentes.

Eu tenho vários filmes NA minha vida, mas só há um que eu considero o filme DA minha vida.

A melhor analogia que consigo encontrar é ser um pouco como as namoradas. Houve algumas e considero-as mulheres NA minha vida, que me acompanharam em parte dela e tiveram importância. Mas sinto que estaria a banalizar o conceito e a retirar-lhe carga emocional (além de não ser honesto) se dissesse que são/foram todas "a mulher DA minha vida". Essa (ou essas, aceito em tese a possibilidade do plural mas não de um harém) tem que sobressair - e por acaso, não foi nenhuma delas.

Com os filmes, tenho a mesma abordagem. "Os Salteadores Da Arca Perdida" foi o primeiro filme que vi num cinema e tem um lugar na minha História. Duel foi o primeiro a mostrar-me como é possível criar um excelente filme sem trama, apenas com uma situação. E mais houve: Halloween, Aconteceu No Oeste e vários desta tua lista. São filmes na minha vida, que podem ter alterado a minha ideia de Cinema e eu recordo por vezes, e à fase da minha vida a que estão associados, com alguma nostalgia - mas não me alteraram.

Mas o filme da minha vida envolveu-me emocionalmente, maravilhou-me esteticamente, fez-me recordar momentos do meu passado, foi uma viagem de auto-descoberta. Quando desliguei a televisão no final dos créditos do Blade Runner, fiquei um bocado a olhar para o ecrã vazio e senti, objectivamente, que era alguém diferente de quando o comecei a ver. [Uma reacção, afinal, muito semelhante à que tive quando a conheci.]

--

E já que estou aqui, aproveito para te desejar Bom Ano Novo.

ArmPauloFer disse...

Agradeço a ambos a gentileza das vossas palavras e apoio.
Um bom ano igualmente! Cá estaremos para enfrentar 2012!
:-)


@ Bruno: a tua lista foi também muito boa sim, das que prontamente comentei... e foi das primeirinhas a sair!


@ João Sousa: o Blade Runner é realmente um tremendissimo filme e um dos mais importantes do sci-fi, a par de "2001" por exemplo. Muito bom gosto, sem dúvida!

Apreciei imenso essa analogia sobre como apuras o filme da tua vida. Interessante. No caso da lista que fiz tinham de ser quatro... e não me apeteceu enumerar um verdadeiro top10 de filmes (porque mudam com o tempo) mas sim apresentar todos como uma evolução ou estrada cinéfila pessoal.

Oh diabo... 4 anos mais velho? Xiii mas que distãncia realmente... tantos? Xiii (eheheheh)