quarta-feira, 24 de agosto de 2011

MyJukebox: Gotan Project - La Revancha Del Tango [2001]

Gotan Project
La Revancha Del Tango
[2001]


Para cada acontecimento, cada qual que os assitiu tem a sua visão de como as coisas se passaram. Depois de ter visto o trip-hop a definhar e a mutar-se para o pós trip-hop, muitas ideias novas e diferentes usos se foi dando à electrónica de cariz lento ou calmo. Um dos projectos que vi surgir na cena musical, isto em 2001, foram os invulgares Gotan Project.

Os Gotan Project, serviram-se da musica electrónica e acresscentaram-lhe o tango ou as características do tango para um ambiente chill-out/lounge. O que pareceria ser algo de curiosidade momentânea esta ideia, a verdade é que o álbum "La Revancha Del Tango" provou que era bem mais que isso. Há no álbum, maioritariamente instrumental, a essência de uma arte que surge aqui revigorada pela abordagem contemporânea, truculenta muitas das vezes, mas com uma aura de sedução quase sempre permanente. Os Gotan Project com a colaboração da voz convidada de Cristina Vilallonga, apresentam também algumas faixas cantadas ou com apontamentos de voz, que potenciam ainda mais a pujança deste álbum.

Á custa de uma das músicas deste projecto, uma vez tive um momento embaraçoso num bar. Com alguns casais amigos, num bar todo calminho, uns drinks, conversa e tal e... passa uma música instrumental que ao fim de um minuto, toda a minha atenção virou-se para o som da sala. A canção termina e fiquei intrigado. Levantei-me e fui ao balcão e perguntei a um tipo sobre que som foi aquele que havia passado. Respondeu-me mais ou menos assim: "E para que é que você quer saber? Não faço ideia pá! São músicas calmas diversas que temos em CD's..." Isto com cara condescendente.
Obviamente que tive depois de me enfiar numa loja de musica (FNAC) até descobrir mais sobre esse som intrigante, pelo qual o lojista da secção da "dança/novas tendências", foi de grande ajuda, pois depois de lhe descrever e juntar a deixa "parecia ter sons de tango" o tipo (já habituado ao "cliente") indicou-me certeiramente para este disco. "Ahhh... essa deve ser um disco novo que saiu há muito pouco tempo. Olhe que é muito bom. É invulgar!"
E lá estava sim, era a "Last Tango In Paris"... para mim, ainda hoje a mais brilhante criação dos Gotan Project.


"Last Tango In Paris"


Obviamente que o álbum de estreia dos Gotan Project, tem mais alguns momentos memoráveis, além da faixa já citada. Destaco as faixas "Epoca" e "Vuelvo Al sur" (ambas cantadas por Cristina Vilallonga), "Santa Maria (Del Buen Ayre)", "Una Musica Brutal" e a "El Capitalismo Foraneo".
A verdade é que os Gotan Project, elevaram a fasquia da cena electrónica, repescando sonoridades latinas em fusão com as programações electrónicas num todo admirável e muito bem conseguido.

"Epoca"
La Revancha Del Tango - live


"Una Musica Brutal"


Todo o álbum é também uma excelente companhia sonora para quando se está a trabalhar, no computador ou outras ocupações, pois cria um ambiente que alimenta a focagem no que se está a fazer, sem perturbar mas que deixa um pendor de qualidade continuada "no ar". Mas isto sou eu a dizer...
Recomendo.... mas 10 anos depois já toda a gente conhecerá alguma coisa deste disco (e dos que fizeram a seguir).

2 comentários:

João Sousa disse...

Tudo muito bem. Contudo, para mostrar que há formas diferentes de ver a mesma coisa, eu penso que é o contrário: serviram-se do tango e juntaram-lhe batidas e componentes de música electrónica. É um tango "modernizado" - e muito bem modernizado, pleno de bom-gosto, respeito e alma. Piazolla não ficaria envergonhado.

[Não é frequente que estas tentativas de modernização de estilos clássicos corram bem. Alguém se lembra das atrocidades que foram feitas na época Disco? E no entanto, reconheço que estranhamente fascinantes na sua catástrofe…]

ArmPauloFer disse...

Obrigado pelo comentário João. Sim pode-se ver dessa forma também mas penso que este projecto electrónico soube incluir o tango, como factor da sonoridade. Concordo totalmente pois o Astor Piazolla teria ficado satisfeito por ver a sua criação existir com tanta qualidade nos tempos modernos.