terça-feira, 15 de novembro de 2011

Secret Wars (Marvel)... um momento inesquecível da BD (parte 2)

(continuação da parte 1)

Depois de na primeira parte deste artigo termos assitido ao ataque brutal do Homem Molecular, que fez desabar toda uma gigantesca montanha sobre o grupo dos super-heróis resistentes... a conclusão deste pequeno aparte do número 4 da mini-série Secret Wars. A forma inteligente com que se susteve o impensável.
Para ver já a seguir...

Parte da capa original de Secret Wars #4... diz tudo!


Depois de um ataque sem igual, coube ao Hulk evitar que todos fossem esmagados por um montanha...


Mais que a ideia engenhosa de Mr.Richards, o que me sobressaiu sempre deste momento foi
a forma como ele trata o Hulk com indiferença.  


Depois de safos deste ataque, Hulk felicita Richards por ter agido daquela forma.
Fica aqui bem demonstrada uma das fontes da força bruta inesgotável de Hulk... a fúria! 

6 comentários:

Loot disse...

Foi daqui que o Aranha trouxe o simbionte não foi?

Esta guerra foi mítica e claro Von Doom não podia faltar.

ArmPauloFer disse...

sim foi. O Aranha pensava que era um fato feito de tecnologia e que respondia aos seus pensamentos. Há na Secret Wars um momento caricato em que ele vai para comer e a mascara recolhe automaticamente...
Só depois de regressar á Terra, e passado algum tempo, é que ele se apercebeu que era mais que um simples fato.

ArmPauloFer disse...

O Von Doom foi quem enfrentou o Beyonder...

Loot disse...

O Doom é fantástico porque o Homem é dos que mais faz para salvar o planeta.
Ele idealiza a sua utopia ok, mas ninguém pode negar a sua paixão.

Bongop disse...

Ora... o Doom enfrenta o Beyonder para benefício próprio e mandar na Terra com os novos poderes!
:D

Abraço

ArmPauloFer disse...

Obrigado pela participação. Obviamente que o Doutor Destino não faz nada por fazer. teria que ter a sua agenda secreta com objectivos sempre a seu favor...