terça-feira, 8 de julho de 2008

iPhone 3G e tarifários

Há uma ilusão criada pelas operadoras de telecomunicações no mercado, que de forma selvagem para obter clientes, tem dado a entender que os telemóveis são baratos.
Vê-se os Nokias e outros a metade do preço quando são lançados pelas operadoras. Se formos a uma loja Nokia, os telemóveis que não têm exclusividade de operadora têm preços bem altos.
Então onde está a malta a reclamar disso?
Então onde fica o dinheiro em falta?
Somos nós que o vamos pagando com os tarifários... e o iPhone 3G será negociado de forma parecida.



Então quanto custa o iPhone verdadeiramente?

Tanto na Optimus como na Vodafone o preço do iPhone é:
8 Gb - 499,90 €
16 Gb - 599,90 €

Esse preços do iPhone são aqueles que toda a gente já sabia... o custo do iPhone real é mesmo esse.
A Optimus e a Vodafone não disseram nada de novo com essas informações. O que nos faz confusão a todos é que na WWDC 2008 o iPhone foi anunciado com preços de 199$ e 299$, para 8 e 16 Gb respectivamente.

O iPhone 3G terá um preço perto do que Steve Jobs anunciou mas que só se o obtém se fizer contracto com a operadora onde está implicado além da permanência (24 meses?) um plano de assinatura (ou pré-pago) onde suportaremos de forma diluída o resto do custo do iPhone.


Os tarifários lá foram anunciados pelas duas operadoras

Vou reportar-me ao caso da Vodafone por ser aquela que uso mas o entendimento daquilo que esta apresentou está em sintonia com a Optimus. Saiba mais sobre as condições da Optimus aqui.

Pelo esquema da Vodafone constatamos que descobriram a galinha dos ovos d'ouro. Não nos é oferecido um tarifário em condições favoráveis.

De todas as condições apresentadas, escolheria a condição de iPhone vinculado a 24 meses com o plano Best iPhone 100. Este tarifário é semelhante em valores de chamadas ao Best Total com mensalidade 14,78 (a que uso no meu velhinho SE Z600).

Para fazer uma ideia em relação ao que tenho no momento fiz algumas contas. A diferença entre planos é de 15,21€ mensais, contudo as comunicações mensais do que habitualmente tenho rondam sempre os 25€ (gastos principalmente em comunicações de voz e alguns poucos SMS's (não tenho uso de dados no Z600).

Assim, a diferença de 15,21€ multiplicada por 24 meses dá 365,04 + iPhone 3G 8gb 299,90€, dá o valor total com o iPhone de 664,94€. Com a versão de 16Gb o mesmo cálculo resulta num total de 750,94.
Reparem que o meu cálculo do total é a diferença para um plano Best Total 14,78€, que é aquilo já consumo no momento.

No total (sem diferença do que já gasto) o iPhone 3G com os seus tarifários específico, ficam em:
8 Gb - (29,90x24)+299,90= 1017,50 €
16 Gb - (29,90x24)+389,90=1117,50 €

Na versão de pagar sem vinculação o equipamento temos de lhe adicionar um tarifário à escolha, sendo o iPhone Best 100 o ponto de partida, resultaria ao fim de 24 meses (só para comparar em termos de tempo) em:
8 Gb 1217,50 €
16 Gb 1317,50 €.

Acho que sai a ganhar a versão com contracto...
É que este tarifário inclui 100 minutos de conversa mensal (quase duas horas repartidas com SMS's pelo meio) e ainda o principal que é essencial ao iPhone: tráfego de dados. Algum...

Ora, é no tráfego de dados que o assunto destes tarifários se tornam irreais para mim. Só 250 Mb de tráfego não serve para muito pouco na realidade e acho que é neste ponto que as operadoras envolvidas com o iPhone deveriam ter sido mais realistas e generosas. É quase como se só pudéssemos gastar por cada 30 dias apenas uns míseros 8,3 Mb de tráfego diário. Se pensarmos na situação de ir à iTunes Store móvel, em que cada música a comprar tem esse peso... estamos totalmente lixados em pouco tempo.
Vá lá Vodafone, pelo menos uns 500 Mb de tráfego mensal!


Sobre este caso dos tráfegos tenho as minhas suspeitas.

Primeiro porque desconstruindo o valor mensal do Best iPhone 100 em confronto com o Best Total 14,78, temos 15 € dedicados ao consumo de dados que resultam em 250Mb tráfego. Muito caro em comparação com os valores dos tarifários de internet 3G T1. Se fossem aí um 1Gb pelo menos... mas aí tiravam-nos de certeza minutos/SMS para metade.

Segundo porque o iPhone não vem privilegiar o uso dos conteúdos das operadoras mas sim o próprio negócio da Apple, com a iTunes Store e a AppStore, os seus sites (e o marketing que dai provém) e o resto do cibermundo por fim. Penso mesmo que a situação de consultar Vodafone Live e todos os seus conteúdos ficam descartados, quando na presença de um browser a sério, como o Safari do iPhone é, toda a gente vai consultar tudo menos os locais das operadoras. Ou seja o inverso daquilo que qualquer telemóvel que comercializaram até aqui faz ao arrancar a net (por default). E isso é uma pedra no sapato das operadoras pois o iPhone introduz uma outra doutrina que não foi ensinada e dominada por eles. 
Acho que me compreenderam, certo?


Actualização: os tarifários da Vodafone foram actualizados e novas informações já foram publicadas aqui no blogue. Consulte o artigo "iPhone chegou a Portugal e Vodafone melhora tarifários"

20 comentários:

naovouporai disse...

Yeap, tens razão aí nas tuas conclusões! Pelas minhas contas o tarifário mais barato com contrato da vodafone também me fica em conta (comparado com o que tenho actualmente). Eu não comprei o ipod touch porque estava à espera deste brinquedo... venha!!!! :D

ze disse...

Realmente as contas têm que ser bem feitas, principalmente porque o teu tarifário actual tem umas condições pessimas! Por 15€/mes num pré pago pagas muito menos! (obviamente que isto depende um pouco da utilização de cada um).

Fiz umas contas no excel, e vi os custos totais com chamadas incluidas, parti do principio que 20€ de pré pago equivalem aos teus 15€ de assinatura. Os resultados são estes:

http://fotos.sapo.pt/ToHITu2vJOnK48Nrlu3J/

Portanto, como é obvio sai mais barato não pagar nenhum tarifário de voz (obviamente) mas deves ter em conta que o plano Best iPhone 230 fica praticamente ao mesmo preço e tens muito mais minutos para falar!

E quando pus mensalidade de voz, no teu caso tem lá os 10€ porque é o que pagas a mais em relação ao tarifario base.

ArmPauloFerreira disse...

Este iPhone obriga-nos realmente a fazer várias contas, pessoal.

@Zé: Já vi o teu óptimo esquema de contas. Bem explicado.
Eu pago a mais porque também no Best Total que tenho agora não tem tantos minutos (é o que me parece) e também não tem SMS. É isso que faz aumentar as contas. Este mês a minha factura foi de 22€ e fiz várias chamadas e enviei apenas alguns SMS mas ultrapassei pouco...
Pelas tuas contas (que também as fiz para mim) o valor do Best 230 é compensador mas não quero ter de ser obrigado a uma renda desse valor. É muito e antes prefiro ter de pagar algo mais se ultrapassar (desde que não se mantenha mensalmente muito acima do Best 230).
Tenho factura mensal porque quero ter sempre a possibilidade de fazer chamadas e não ficar à rasca quando o saldo acaba...

Eu fico com a ideia que se dermos o valor de contrato do iPhone 16Gb há uma redução no preço do aparelho ao longo do tempo. Se o comprarmos sem contracto temos de ter o tarifário igual na mesma pois com o iPhone necessitamos de ter também dados junto das comunicações de voz/SMS (conta-se pelos dedos da mãos as vezes que usei os MMS).
E eu não penso em mudar de télélé nos próximos 2 anos.
Aliás, pela minha experiência, os telémóveis tenho-os aguentado em cerca de 4 a 5 anos. Se o iPhone aguentar 3 anos... ganho com isso. E sou cliente Vodafone há anos (desde o tempo da Telecel) logo não vai ser agora que precisarei de mudar (o meu número está já bem estabelecido a quem contacto e me contacta) antes de fazer um ano.

ze disse...

@armpauloferreira:
O que disseste dos 16GB não é verdade! Pelo menos em custo global total, se dividires o custo pelos dias, desce de preço, mas o mesmo acontece com os nossos telemoveis normais.

Terás é sempre outro problema, as memorias estão a descer de preço alucinantemente, muito brevemente deixarão de produzir o iphone de 8GB, etc, etc... Portanto no final do contrato obrigatorio de 24 meses terás o iphone a ser vendido provavelmente com 32GB de memoria!

É também de se ter em conta que ao fim desses dois anos a tua bateria precisará de ser mudada, o que acresce ao custo do aparelho.

Podes sempre também vender no final dos dois anos reduzindo assim o custo global, mas depois tens o problema de comprar um novo! lol, embora também seja verdade que até lá o preço de aquisição pode descer bastante.

Pessoalmente é um risco que não estou disposto a correr porque sei que mais tarde me vou sempre arrepender quando vier outra actualização com mais funcionalidades... Agora, se o iphone for vendido com os pontos do club viva, aí sim a conversa é outra hehe

ArmPauloFerreira disse...

O que eu disse Zé, é verdade para mim. Normalmente aguento o material muito tempo.

Espero que a bateria aguente imenso tempo ou pelo menos 2 e meio para aí. Depois dessa altura se existir iPhone melhor, com mais funções exclusivas dessa futura geração ou com mais capacidade se na altura já precisar de mais do que 16 Gb... compro outro todo novo.

Se calhar nem chegarei a sentir os problemas com a bateria...

Eu tenho um iPod nano 2Gb de 2005 e funciona imenso e rola perfeitamente. Se tivesse mais capacidade era agradável mas gosto tanto dele. Tocou imenso nas sessões de ginásios, na rua, em casa tranformou-se no meu aparelho de música principal pois ligo-o a uma coluna para iPod e ainda anda recentemente a ser a minha jukebox no carro. Sempre a tocar e em dispositivos que o carregam... a bateria? Óptima!

Se o iPhone se comportar assim estamos bem. Isso da bateria... acredito que possa decair o máximo dela mas vai continuar potenciar o bichinho e bem. Eu acredito que sim.

E se um dia tiver outro, nunca os venderei. Guardarei todos para reliquia. Afinal de contas ainda tenho o meu primeiro telemóvel (98) comigo e bem guardado. O Z600 não o darei porque vai ser sempre meu. A esses juntarei um iPhone 3G se puder e um dia mais tarde outro ainda melhor, etc, etc. Dar o telemóvel por 10€? Nunca!

ze disse...

Não estava a falar de retoma :P estava a falar de vender no miau.pt, já vendi tantos cá de casa e de amigos... Um iphone daqui a 2 anos ainda deve valer uns bons 200€.

Mas compreendo a tua posição, eu também não vendo o meu MiniDisc que na altura custou 50 contos, tenho um ipod video de 30GB, nunca mais mexi no MD, mas vender está fora de questão ;-), com telemoveis já sou mais pragmatico, se bem que o primeiro 3310 ainda o tenho e funciona bem.

ArmPauloFerreira disse...

Resumiste bem: sou realmente pragmático.

Acabo sempre por coleccionar tudo aquilo que vou adquirindo (obtenho tudo com o meu esforço e trabalho por isso fico ligado neles).
E ainda por cima o iPhone é material Apple... nem pensar me desfazer dele um dia!

Carbono disse...

Boas, eu acho que há aqui outro aspecto importante que não foi referido, que é a função GPS. Foi atractivo pensar no iPhone como "companheiro de viagem", mas ele tem de carregar os mapas de cada zona pelo Google Map,s ou seja, precisamos de internet.. Portanto, mesmo quem se recusa a pagar os tarifários ridículos e pensa usar a net apenas na rede de casa, fica sem função GPS...pelo menos até a tom tom desenvolver uma app...

Abraço!

naovouporai disse...

Carbono: não é bem assim! Eu tenho usado o google maps ligado à net pelo telemóvel e nunca atingi os 40 Mb por mês. Os mapas do iphone não são para usar como se usa um verdadeiro software de GPS no carro, com direcções por voz, etc, etc... Acho que é para um uso mais pontual, para veres onde estás, o que tens por perto, procurar restaurantes, farmácias, ver uma rota para um determinado local, e até por ventura ter o copiloto no carro a dizer-te para onde tens de ir a seguir. Como bem dizes, quando chegar o TomTom aí sim, vamos ter uma aplicação de navegação na estrada que não precisa de estar sempre a descarregar mapas da net.

ze disse...

Diz-se que a função GPS está bloqueada, que só pode ser usada na aplicação do google... Portanto a parte do Tom Tom é em principio para esquecer! Isto para não falar que o gps do iphone é assistido, ou seja, para obter localização mais precisa faz download de ficheiros e sincroniza com as torres de telemovel, tudo isso é trafego! E tendo em conta que os pacotes de dados são taxados a 100KB de cada vez, mesmo que só queiras 1Kb, consomes logo 100! =(

O iphone baseia toda a sua exencia na utilização da internet, ora se se começa logo a cortar aí, para que serve mesmo??? Nos EUA os tarifários têm todos trafego ilimitado :o

ze disse...

É verdade, a VODAFONE vai oferecer 50iPhones as primeiras 500 pessoas a aparecerem nas lojas do parque das nações e outra no porto! Pena que tenho exame sabado e tenho mesmo que estudar :(

ArmPauloFerreira disse...

@Carbono: Não referi o GPS porque isso pertence aos conteúdos de dados também. Não quis ser exaustivo no momento de fazer o artigo pois o principal são os tarifários mas acredita que depois disso tenho pensado nos Maps quando estou a conduzir e a ouvir música com o meu iPod nano. Penso se retirar daqui o nano e colocasse o iPhone 3G com os Maps a funcionar... estava feito!
Lá se ia o plafond de dados á vida... GPS+Safari+Mail+Web-IM Chat (GTalk com MSN)+Blog+Utilidades+alguma coisita mais... 250Mb se calhar para uma semanita.

O que me vale é que muitas cenas posso aproveitar via Wi-fi, e aqui todos se têm esquecido de mencionar também.
Podemos compensar usando o Wi-fi disponível por aí grátis ou em casa ou no trabalho ou outros (inclusive os a pagar). Pode-se poupar muito tráfego assim. Actualizar todo o e-mail por exemplo (se tiverem anexos pesados daqueles com 5Mb vais ser bonito na rede 3G).

ArmPauloFerreira disse...

@ Zé: Salvo erro a Tom Tom tem uma aplicação para iPhone mas que ainda não está aprovada. A Apple não permite que o iPhone se torne num real GPS com mapas arquivados e tudo.

Isso de darem 50 iPhone era porreiro sim! mas é preciso estar nos primeiros 50, logo teria de já lá estar agora para garantir um lugar nos primeiros 50. E eu não tenho esse tempo e nem vontade de lá estar á espera...
Talvez até nem o compre tão cedo... Natal? Não sei.

Sei é que certos produtos da Apple devem ser adquiridos mal estão disponíveis para se poder gozar do período de graça dele pelo menos 8 a 12 meses. Se o comprar depois do Natal pode acontecer de sair outro iPhone melhor ou com mais capacidade (para ajudar ás vendas até ser uma nova geração) e aí ficamos aborrecidos por nos parecer que o "brand new is retro"...
Talvez o apanhe em Agosto...

naovouporai disse...

quanto ao limite de tráfego estamos conversados! Está tudo de acordo que é um absurdo obviamente. Mas também não esperava grande coisa das operadoras portuguesas, confesso. A internet no telemóvel ainda é um bicho de 7 cabeças para esta gente. Veja-se o caso da vodafone que no aditivo internet só permite acesso http, ou seja nenhuma das aplicações do meu nokia 6600 funcionava na net nesse tarifário (google maps, opera mini, gmail, etc...).

Não sei se têm GPS, se já usaram, ou não, mas estar a conduzir e ir olhando para os mapas do google não é de todo aconselhável, aquilo não foi feito para se ir deitando o olho enquanto conduzimos.

O TomTom para o iphone, está mais confirmado do que desconfirmado! ;)

TomTom no Iphone

ArmPauloFerreira disse...

@ Bruno Ramalho: esperemos que sim sobre a Tom Tom mas já li por outras fontes (também já tinha lido esse do AppleTuga do Tiago Teixeira com quem falo), que o problema da aplicação é ela esbarrar com a posterior utilidade do Maps e por a Apple não pretender o iPhone a ser um real GPS.

O segredo do apoio do iPhone... é que ele pisca os olhos a muita empresa de serviços e que lhes dá uma publicidade a alta escala sem nos apercebermos. Google, Yahoo, os widgets de utilidades Weather e muitos muitos outros.

O caso da Tom Tom vai ser tratado pela Apple de forma que acredito ser diferente daquilo que habitualmente se tem num GPS... tenho fé mas não muita!

Carbono disse...

@armpauloferreira: Eu sei que o GPS já se encontra inserido nos dados, e acho que fizeste bem em não te alongares o artigo a esse ponto ;) Estava apenas a referir esta necessidade de wireless para poder consultar as mapas, pois podia haver aí gente que, como eu, não sabia.
Usá-lo como "companheiro de viagem" não implica usá-lo no carro, mas a pé claro. Eu não sei ao certo como funcionam os pacotes de dados nos tarifários do iPhone, mas julgo que com os limites incluídos, o uso dos mapas não deve ser lá muito compatível com todo o outro tráfego que se faz.

Abraço

ze disse...

É verdade, já estão disponiveis os tarifários dos nuestro hermanos :o

http://www.iphone.movistar.es/pdf/ven_a_movistar.pdf

Por 24€/mes, 9€ de chamadas, 200Mb a velocidade total, e a partir daí reduz para 128Kbps, trafego ilimitado claro!
Preço inicial do iphone a 299€

naovouporai disse...

para quem estiver interessado há novos tarifários!!!

só para dar um exemplo, no plano mais barato, se pagarmos o iphone na sua totalidade (499,90€) e aderirmos ao tarifário best iphone 100, ficamos a pagar 14,90€ por mês, sem contrato de 24 meses. Fica mais barato 150 euros em comparação com o tarifário divulgado anteriormente (que ainda é válido).

Estes novos tarifários foram divulgado 30 minutos antes de meia-noite.

No mais caro já se tem um limite de tráfego de 500 Mb.

ze disse...

@armpauloferreira

Com estes tarifários as condições mudam completamente!!! Sai mais barato comprar com assinatura do que pré pago! e ainda se tem o consumo de 250mb/mes!

Não que não ache esse trafego uma porcaria, mas já estamos a falar de poupanças na ordem das centenas de euros ao fim de dois anos.

ArmPauloFerreira disse...

As recentes mexidas nos preços que a Vodafone operou antes de o começar a vender melhoraram muito e tornou-o agora ainda mais apetecível (já era tanto mas agora ainda mais...).

O tarifário melhorou e está mais bem explicado, o aditivo está a preço mais apetecível e os preços do iPhone subsidiado melhoraram também.

Parece um melhor negócio agora, se o comprarmos a pagar a totalidade pois assim só temos de pagar depois os tarifários Best que estão a preços normais dos que já existiam. Sendo assim estes novos tarifários Best são excelentes e cheios de vantagens. Pena é os 250Mb não serem pelo menos 500Mb e no tarifário Best 500 1Gb de dados.

Falta-me é ter a massa para ter um... só para mim!