sexta-feira, 30 de maio de 2008

Aqui e Agora: Os perigos da Net

A SIC deu ontem, numa rubrica do seu Jornal da Noite, um programa/debate dedicado aos perigos da net.
No programa muito se falou e muitos temas foram abordados.

Pelo que vi com alguma atenção, foram passadas abordagens algumas correctas e outras exageradas na carga negativa.
Os temas estiveram relacionados com tudo aquilo que mexe na internet no âmbito do que pode ser feito pelo comum utilizador. Blogues, redes sociais (especialmente o Hi5), youtubes e videos de telemóveis, e demais revoluções tecnológicas, que tanto têm servido para expor situações tanto em sociedade como em privado.
Eu penso que muitos temas foram só abordados pelo lado mau da internet e que também se passou uma ideia generalista de que tudo é negativo... bloggers incluidos.

Vale a pena consultar o SIC Online e rever o programa. Clique aqui.

Caso não veja, o video com o programa, aprecie estas imagens e as mensagens nelas incluidas que iam surgindo no rodapé... são bem elucidativas da ideia que se quis passar.



12 comentários:

Bruno Castro disse...

Não vi o programa, mas certamente que se disseram muitas asneiras...
Os perigos da web são conhecidos, mas agora até dizer que os blogues podem ser utilizados por terroristas?!
Não faltam coisas que os terroristas possam utilizar...
Já viste o que o Bitaites faz que referencia ao teu blogue, vão chover visitas ao blogue...

ArmPauloFerreira disse...

Também não achei muito adequada a direcção que tomou o programa/debate.

Sim já vi e já vi que usou uma das imagens do meu artigo para ilustrar no Bitaites. Ele podia ter deixado uma palavrita por aqui, como fiz no artigo dele (foi assim que soube que eu tinha imagens)... Mas parece que gosta mais de ser comentado... e das imagens que me deram trabalho a obter.
Mas não tem mal... isto é mesmo assim. Paciência!

Andrezero disse...

como é possível alguém comentar sobre algo que nem abre?

ArmPauloFerreira disse...

Se te referes ao link da SIC Online... no meu Safari do Mac, abre sem nenhum problema. Vejo todo o video de mais ou menos meia-hora.
Usa outro browser e actualiza o Flash, é o conselho que te dou...

iCeCube disse...

_esses gaijos têm q s matar!!! Olha, eu conheci a minha namorada pelo hi5, depois de a encontrar na noite, com o EX, lol, cheguei a casa e comecei a minha peskisa, trokams msgs...passaram-se alguns meses e...agora estamos NAMORADOS á 2 anos e 5 meses :P

FALEM-ME DOS PERIGOS DA NET!!! :P

ArmPauloFerreira disse...

Conheço um caso parecido com o teu. tenho um casal amigo que vai casar proximamente e eles coneceram-se pelo Hi5. Depois de um ano e tal de namora e de grande sintonia vão casar...
Serão os dois terroristas por isso?

Marco disse...

Não percebi essa, Arm. Usei as tuas imagens e agradeci com um link. É assim que se faz. O link não tem apenas um valor monetário (quando o blogue tem publicidade), também tem um valor de cortesia, vénia, reconhecimento, homenagem, etc.
Eu segui as regras da cortesia e dei crédito ao teu blogue, o que tinha as imagens. Que eu saiba não havia aqui nenhum aviso a dizer «Se quiser usar as imagens deste blogue tem de vir cá dizer uma palavrita». Até porque eu só comento quanto tenho qualquer coisa a dizer, o que não era o caso. O que eu tinha a dizer disse-o através do link para aqui.
Dizeres que eu não vim cá comentar porque queria ter mais comentários no meu blogue é um absurdo tão grande que a única interpretação que posso ter é que te falta ainda perceber um bocadinho melhor o funcionamento da blogosfera. Os comentários – tal como as audiências – conquistam-se, partilham-se, não se roubam nem se impõem a ninguém. E eu comento o que quero, quando quero, como quero e onde quero.

ArmPauloFerreira disse...

@Marco: Quando me referia a deixares uma palavrinha era sobre o que entendias do meu artigo. Na altura que publiquei o artigo vi que tinhas também feito um sobre o mesmo assunto e comentei-te.
Por acaso tenho comentado várias vezes no teu espaço, que é muito interessante e tem sais-te sempre com situaçõe porreiras. Na generalidade comentava os teus artigos e não respondias. A minha critica vinha daí... e não da imagem.
Eu fiquei satisfeito por teres gostado da imagem e muito mais por me teres dado o crédito. Realmente tive boas visitas com o teu gesto.

Agora... é como tu dizes e muito bem: "eu comento o que quero, quando quero, como quero e onde quero".
Acho que é a regra que todos seguimos sobre dar uma palavrita aos artigos que outros blogger produzem.
Eu acrescento às tuas palvras que também comento os outros blogues no sentido de lhes dar o meu apoio e um sinal de que o blogue "me gusta mucho!". Quando deixo de comentar de vez é porque sinto que não sou correspondido ou por qualquer outra razão que sinta emocionalmente com o blogue e quem o escreve...

Não te zangues Marco.
Keep it cool!

Marco disse...

Deixa lá. Se eu fui um bocadinho ríspido demais no meu comentário, as minhas desculpas.
A verdade é que eu não tenho o hábito de comentar muito nem no meu blogue nem nos blogues dos outros. Não é por mal nem é ser pedante nem nada disso. Eu leio todos os comentários, sem excepção – não tenho tempo é muitas vezes de responder! O problema é esse. O pouco que tenho é gasto a trabalhar os posts. De vez em quando estou mais à vontade e falo mais, mas na maior parte das vezes estou sempre à nora por falta de tempo.

ArmPauloFerreira disse...

@Marco: Eu também ando sempre á nora com tempo para ter o blogue sempre a mexer, sempre actualizado e na esperança que seja interessante tanto para quem o visita como para mim e de forma a me rever nele. para que o blogue seja eu mesmo...

Uma das situações que aprendi ao manter o meu espaço, no pouco tempo que levo com esta actividade, é dedicar sempre atenção a quem me comenta e aos visitantes habituais. Se alguém me diz algo penso que também merece ser respondido ou que lhe dedique a atenção que merece por ter perdido tempo comigo.
E sim... também tenho a regra de dar os créditos da fonte das minhas "peças" quando retiro um excerto. Aceito bem que me critique se por vezes não indicar a origem das imagens mas às vezes encontro-as pelas pesquisas do Google images e aí lá se vai o local de origem...
É tudo feito numa pressa e mesmo assim roubo tempo e atenção à família (esposa e filhos) com o tempo que passo no blogue...

jasson n disse...

Obrigado pela informação, a internet é um meio que pode nos fazer mais espertos ou mesmo fazer-nos cair em algo que é útil não em tudo, depende do pessoal em si. Então a coisa mais importante é a orientação no início.

naimey kalaru disse...

Sim, vamos dar aulas e orientação desde o início em nossos filhos sobre a internet