terça-feira, 28 de setembro de 2010

Series TV: "Smallville"... 10ªT regressou muito bem!

Parece impossível como é que uma série como "Smallville" conseguiu aguentar-se bem ao longo de todos estes anos. Custa acreditar que entramos no 10º ano com a série e que a mesma consegue ainda ser relevante (a quem a segue). "Smallville" conta uma hipotética história dos tempos de juventude de Superman, os anos que antecederam a ele apresentar-se ao mundo de fato azul com "S" ao peito e capa vermelha.

Na verdade, a origem de Super-Homem tem-se resumido a poucos dados. Chega à Terra sozinho numa nave, é encontrado pelos Kent (que o adoptam), ao longo dos anos cresce à medida que os seus super-poderes se vão igualmente manifestando, faz uma vida normal como um humano (incluindo ir á escola - e onde conheceu Lana Lang). Um dia aparece ao mundo (aos americanos de Metropolis) como sendo o maior amigo da humanidade, o Super-Homem. Nos tempos vagos assume uma outra identidade, a de Clark Kent, que é a sua identidade humana.

Foi basicamente apenas isto que sempre se soube a respeito dos tempos anteriores de Superman e é aqui que "Smallville" se dedicou recriar.
Não deixa de ser sintomático que algo não estava devidamente bem demonstrado na vida e evolução do extra-terrestre Kal-El, que chegou à Terra vindo de  Krypton e escapando assim ao momento da destruição do seu planeta natal.
"Smallville" desde o inicio teve como fundamento mostrar a vida como humano de Kal-El, pairando desde sempre que este ser especial seria alguém importante no futuro. É a jornada da juventude de Kal-El até se tornar em Superman que a série se focou. Nem sempre a série esteve bem a fazê-lo e na verdade, a história não alimentaria tantas temporadas se não tivesse feito uma incursão questionável sobre os factos e o rumo dos eventos.

"Smallville" inicialmente parecia estar a seguir o rumo dos poucos factos existentes mas a certa altura entrou por outros caminhos que deturpam o que se sabia do passado do Superman. "Smallville" passou a contextualizar em plena juventude os factos que o Superman iria passar no futuro. E isto sem na verdade, Superman existir sequer. É nesta invulgar incursão que a série passou a ser mais interessante, preenchendo com situações e factos novos o amadurecimento do jovem Kal-El na sua jornada até Superman.

Video que resume o grosso essencial de cada uma das 9 temporadas exibidas:

Pelo caminho, ao longo destes anos, entendo mesmo que a série já fez mais pela personagem que muita BD, animações e os filmes de Hollywood.

Agora o facto maior é que a chegada da 10ª temporada representa o fim da série. E com este dado, o culminar da jornada do herói. O passar de jovem com um passado, atormentado pode -se dizer, a um adulto com uma missão e objectivos definidos.



E foi precisamente tudo isso que o 1º episódio da última temporada de "Smallville", entitulado "Lazarus" dedicou-se a trilhar. Até à 9ªT criou-lhe um passado e a 10ª T "fabrica-lhe" finalmente um futuro a curto prazo, arrancando com um episódio todo ele imparável. Há várias linhas para fundir e transparece muito claramente que o objectivo é chegar a Superman.

Um dos primeiros é o assumir do verdadeiro vilão: Lex Luthor. Mas aqui voltou a surpreender com uma nova variante: Lex Luthor morreu definitivamente mas o investimento no avanço científico demonstrado em muitas temporadas anteriores, finalmente culminou em novos factos, sendo que a "entidade" Lex Luthor persiste ainda bem viva em clones tal como era (e piorando: em vários clones e em diferentes estados da vida - desde uma versão criança... a um adulto já mais velho...).
O segundo, é a presença do livre arbitrio de Kal-El, que questiona o rumo que sempre levou, perante os avisos desiludidos de Jor-El (que lhe revela não estar preparado para a sua maior ameaça a enfrentar (suponho que seja sobre o imponente "Darkseid" - vamos a ver...) e com a consciência do que deverá ele representar para o mundo mas com a dúvida de como o deverá realmente fazer. É uma vida futura de consciente solidão...

Por fim, todas as personagens secundárias (desde Jor-El a Lois) têm um papel na decisão que tem de tomar.
Lois passa a saber toda a verdade sobre o "blur" (e logo no inicio do episódio!) e chega mesmo a apreciar a sua futura vestimenta (a primeira de duas deliciosas ligações ao filme "Superman Returns" de Bryan Singer - a segunda é a queda do simbolo do Daily Planet que o "blur" resolve com belo efeito). Mas um ainda mais maquiavélico Lex Luthor coloca-a numa situação de perigo que fará Clark ter de escolher os salvar a ela ou as imediações do Daily Planet...
Para complicar, ainda mais, há uma nova ameaça no encalço dos diversos "super-heróis"... Chloe é a 2ª a ser ameaçada e utiliza o capacete do destino do Dr. Fate, fazendo-a vislumbrar o futuro (e o futuro super-Clark incluido), fazendo-a tomar uma decisão para libertar o cativo Olive.

Um outro ponto muito positivo são as ligações a eventos de temporadas anteriores e surgindo ainda, e de forma engenhosa, o falecido pai adoptivo de Clark Kent...

A 10ª temporada de "Smallville" (e última) regressou... e muito bem!

2 comentários:

Nasp disse...

Sempre tenho visto episódios salteados desta serie ao longo das temporadas.

Vamos ver se é esta que acompanho...

aPAULOf disse...

Com tanta bagagem que a série já carrega... não será para todos.
Houve uma fase nas primeiras temporadas em que era sempre repetitiva e nem eu tinha muita fé e pachorra mas desde a 5ª temporada que nunca mais falhei nada. cativou-me sempre e as alusões constantes a várias personagens da BD da DC Comics ajudou imenso. A série é para os fãs fundamentalmente mas tem sido melhor do que parece (apesar de ter fraquejado na segunda parte da 9ªT).
Eles agora fazem a continua alusão a Superman mas não o há ainda. Deve ser só no fim...