sexta-feira, 24 de julho de 2009

Canais TV round-up: TVI24, SIC jogos com fronteiras e RTP2 depois da meia-noite

Uma pequena abordagem a alguns dos canais nacionais...


Quando surgiu imaginei que fosse competir directamente com a SIC Noticias. Depois de todo este tempo "no ar" ou melhor "dentro do cabo da ZON", noto que o canal conseguiu se desmarcar do modelo SIC Noticias para abraçar as mais diversas rubricas.

O TVI24 tem tudo aquilo que a TVI não tem: é decente e fresco!

Gosto particularmente de logo pela manhã ser informado via "Jornal da manhã" na TVI24. A dupla matinal, Rita Rodrigues e Bernardo Santos (recordo-me dele ainda na NTV), é muito correcta como apresentam tudo e com o seu dinamismo, tornam o programa bem interessante.
Desfila de tudo: as noticias têm bom espaço e são claras (não é a correr), o transito é informado OK, temos as capas dos jornais todos -incluindo os gratuitos-, o desporto é obviamente inserido mas sem honras de 1º plano (aqui é até um facto curioso -tendo mais à frente depois dos jornais um bloco mais dedicadao), a cultura e os fait-divers do mundo showbiz também desfilam, etc.
É muito agradável mesmo!

Nem tudo é 100% na TVI24 mas tenho notado que prefiro ver os blocos informativos e noticiosos da TVI24, um facto algo extraordinário pois há muito tempo que não consigo aguentar ver qualquer que seja o bloco noticioso da TVI-mãe (o quarto canal).
(Ok, há o programa matinal da TVI, apresentado por uma pivot ex-Porto Canal, que até é dos poucos melhorzinhos.)

E já que falo em pivots é assinalável a categoria dos profissionais do TVI24, com relevo ainda por ser o único dos canais nacionais com um pivot negro (finalmente o começo do fim do preconceito!).

Depois há um monte de diversos programas que tentam chegar a todas: aos livros, á ciência, à política, as diferentes sociedades do mundo, ao desporto, ao futebol de bancada e opinativa (aqui são fracos e aborrecidos), aos eventos culturais em cartaz, o cinema tem bom destaque, a música, aborda-se o sexo educativamente, há programas para a juventude, sobre moda, etc.




No fundo, tem sido um óptimo canal e uma mais valia no pacote de canais.
Comparando com a SIC Noticias ou a RTP N, é menos sisudo e mais diverso, com os temas a serem apresentados um pouco mais apelativos para o povo em geral, que os outros canais.

Quem nos dera que a TVI fosse assim...


SIC

Sem querer-querendo, a SIC sacou um coelho branquinho-e-bem-gordo da pequena cartolinha que tem.
O programa do prime-time diario, aquele de soltar as paredes, o "Salve-se Quem Puder" é realmente um entretenimento á maneira e até viciante de assistir.

Teoricamente, este seria o programa mais aborrecido de ver ao fins de algumas sessões e até teria muitos poucos participantes pois aqueles prémios que dão aos concorrentes são mesmo vergonhosos...
Mas depois há o Marco Horácio, que eleva com mestria o programa e o torna um acontecimento todos os dias e imprevisível. Com toda a sua estaleca e habilidade ainda vai conseguindo fazer com que a Diana Chaves tenha alguma piada.

Marco Horácio: és grande e um ganda-maluco!!!

Contudo quem vê o programa fica com a sensação de estar a reviver os tempos dos Jogos Sem Fronteiras da antiga RTP. Os concorrentes que não fazem bem as figuras das paredes, caem à água... Vai daí que a SIC decide fazer um concurso de nível nacional e faz uma espécie de jogos mas com fronteiras e faz o: TGV (Todos Gostam do Verão).
Ora é aqui que se nota os limites da SIC: falta-lhe mais apresentadores e daqueles que fazem entusiasmar os jogos e valer a pena quem está do lado de lá da TV. A dupla do programa é ainda muito "chavala" demais para semelhante programa... e é pena porque o programa até que nos faz voltar a ver a TV ao Domingo á noite.



RTP2

Por fim, o mais interessante proposta dos últimos tempos: o talk-show "5 para a meia-noite".
Não pensem que é um programa que passa 5 minutos antes da meia-noite... nãã.
São é 5 apresentadores, cada um para cada serão depois da meia-noite da RTP2. E que apresentadores do late night!

Este programa é a maior lufada de ar fresco dos últimos tempos. Carregado de irreverência, acutilância aos montes nas abordagens aos assuntos, imparável e com muitas doses de loucura. E se o convidado é daquels que entra no espirito do programa então... há show a sério!!!
Também não seria de esperar pois Filomena Cautela (2ªF), Fernando Alvim (3ªF), Nilton (4ªF), Pedro Fernandes (5ªF) e por fim Luís Filipe Borges (6ªF), conduzem cada um com o seu estilo este programa para a relevância total, num panorama televisivo da produção nacional que está de rastos e onde parece ninguém querer apostar.
São todos "ganda-malucos"!!!

1 comentário:

CINE31 disse...

Ao contrário do que eu esperava, o "Salve-se quem puder" tornou-se o meu guilty pleasure de prime time! O Marco Horácio consegue manter um bom nivel e a Diana Chaves até tem jeito pra coisa!