quarta-feira, 22 de julho de 2009

Cinedupla: Fast and Furious 4 + Red Line

Ver bons carros é coisa que sempre todos gostamos. Agora filmes motivados por eles já é outra história...



Ao terceiro filme a franquia mostrou sinais de já estar mais que bafienta. Contudo, ao quarto filme a coisa voltou a melhorar e em termos de sequelas, esta sequela é efectivamente o "Velocidade Furiosa" que deveria já ter sido o segundo.

É mesmo, este 4º filme é mais segundo que quarto e tudo porque finalmente se voltou a ter todos os ingredientes e o mesmo elenco original (sim, o Vin Diesel regressa finalmente), numa história que continua e se passa imediatamente a seguir ao primeiro filme. Está uns furos bem acima das partes 2 e 3.

O argumento de longe a longe ainda revela alguns twists surpresa para prender a atenção, principalmente ao nível das decisões que as moças tomam, mas não é nada complicado e cai bem.
Vin Diesel é a razão do filme e novamente a personagem de Paul Walker, faz o típico agente que age nos limites da lei e justiça. E depois há os carros... autênticas bombas para a estrada de arregalar os olhos de tanta potência.

É um filme bem porreiro na categoria que se insere com imensas corridas perigosas de tunning!
Consegue entreter enquanto a coisa dura e tem imensas cenas de velocidade mesmo nos limites e repletas de adrenalina.
É fixe!



Aqui a coisa muda de figura e está mais para o filme xunga que outra coisa.
Contudo, aqui existe uma variante mais curiosa: não é bem máquinas tornadas potentes pelo tunning mas sim os super-carros de origem com ligeiros melhoramentos, sendo o mais importante a perícia de quem os conduz. A razão das corridas é ainda mais simples: ganhar dinheiro vencendo apostas milionárias.

De certa forma os ingredientes deste filme são bem mais honestos. Há um momento que prova isso: a determinada altura um dos apostadores tem o capô do seu Ferrari estragado e como tem necessidade de competir, vai a uma loja e compra um Ferrari Enzo novo na hora e segue de imediato para a corrida. Não acontece aqui nada de alterações ou melhoramentos. É assim que funcionam as coisas por aqui.

Red Line é um filme que junta, numa espécie de cocktail estrondoso, o tipo de ingredientes dos filmes típicos dos anos 80:
-a separação clara de quem é bom e quem é mau;
-há dois "artistas de serviço": um é uma espécie de "Rambo" que acaba de chegar do Iraque e está pronto a desancar com bravura nos maus. A outra parte desta dupla é uma jovem que tem o dom de saber conduzir melhor que todos da fita, é vitima de uma aposta e vê a familia tornada refém para ser obrigada a conduzir (é tudo simples);
-há mulheres aos montes para encher a fotografia, há muito luxo, muito dinheiro, e claro, muitos super-carros: Ferrari's, Lamborghini's e afins de várias cores.

Entretém enquanto dura, vê-se muito bem... mas nada demais por aqui.
É um filmezeco...

Critico, mais do que a qualidade do filme, o facto de este filme ser de 2007 e só ter estreado em Portugal em 2009. É incompreensível a demora de certos títulos por cá...

(clicar nos títulos para ver os trailers)

5 comentários:

António disse...

Estes filmes são atractivos e nada especiais.
Para mim os melhores filmes de carros são Days Of Thunder, Vanishing Point e Initial D.

Nasp disse...

Lol...

O melhor filme de carros ( perseguição de carros ) é o RONIN, e é-o facilmente na minha opinião.

Talvez seja por Portugal ser um Pais pequeno e sem "espaço" para tantas esteias.... defacto alguns filmes chegam bem atrasados.

ArmPauloFerreira disse...

Ora bem... esta sessão dupla é mais para o estilo de filmes de "competições de rua" e não as perseguições de carros ou de gente em fuga da lei. Também não se remete para o tipo de competições oficiais de corridas tipo Nascar ou formula 1 ou rali...

No fundo, isto é um segmento de aventuras com carros e devido aos carros muito tipicas dos últimos anos apenas (tunning, os super-carros, etc).

Ronin e Vanishing Point... excelentes.
Days of Thunder... é o tipico Cruise-vedeta-filme mas com adrenalina das pistas Nascar em vez dos anteriores aviões...
Initial D... nunca vi (acho eu).

João Sousa disse...

Eu penso ser possível estabelecer uma diferença entre "filmes de carros" e "filmes com carros".

Filmes de carros: Days of Thunder, Fast and Fury.

Filmes com carros: Vanishing Point, Ronin, Mad Max.

Por norma, a minha reacção aos filmes de carros é o desprezo.

E sim, concordo com o Nasp: o melhor filme com cenas de automóveis que vi foi o Ronin. Podem ser muitas coisas, mas um mérito não lhes retiro: os franceses são dos melhores a fazer acção credível (e o credível é importante) com automóveis.

ArmPauloFerreira disse...

@ João Sousa: concordo com as duas definições que usa e elas vão ao encontro do que me fez reunir estes dois. E repare que a inicio já dizia acerca dos "filmes de carros":
"Agora filmes motivados por eles já é outra história..."

Há espaço para todos os filmes e isso é que é importante. Até os filmes xungas têm o seu encanto!