segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

"Avatar": Mais criticas ao filme... o que eles dizem (parte 1)

Como o filme do momento é o "Avatar" de James Cameron, o tal que é o filme-Messias que veio para revolucionar o mundo do cinema e tal... mas nada como escutar o que dizem os outros que já o viram (You speed bastards!).
E todos "batem" na questão do argumento como ponto mais fraco...


Para começar nada melhor que ler de Évora para o mundo, a opinião do fã Nasp, naquele que até parece ser o blog oficial deste filme:



Começando pelo melhor que são as cores usadas no filme... dou por mim a pensar que o arco-íris foi actualizado com este filme :) Pandora onde se passa a historia do filme é o mais belo Planeta alguma vez criado, lindo mesmo! e há noite então bom.... quem é que não se apaixonava :)
Os seres que habitam o planeta são o complemento desta beleza, seres com formas muito próximas do conhecimento humano, inclusive já dizem que são seres cientificamente correctos. Assim como as maquinas dos humanos , falo claro dos helicópteros das naves dos robot mecânicos e das metralhadoras e etc, tudo com formas e com uma evolução que parece perfeitamente natural aos dias de hoje e tendo em vista um possível futuro.
(...)
"Avatar é filmaço com lugar garantido na historia, é um filme apaixonante para todos os amantes de filmes de ficção cientifica e não só! (que óptimo ano este de 2009

É uma experiência cinematografica única e imperdível, uma óptima desculpa para ir ao cinema, cometam uma loucura se for preciso mas vejam este filme!
(...)
James Cameron é o TORUK MAKTO!!!"



Numa outra paragem mais a norte, o Carlos Martins do blog "Um dia fui ao cinema":


"...fiquei contente por descobrir que ainda tinha muito para oferecer (havia o medo de já muito ter sido revelado e de se ter estragado a história.)
Avatar começa no verdadeiro estilo de introdução a uma qualquer grande saga, com todo um novo mundo a nos ser apresentado... e que neste caso nos maravilha com toda a fauna e flora de Pandora, um mundo criado detalhadamente por James Cameron, e que inclui a nossa "apresentação" aos nativos Na'vi.

Embora os temas e contextos possam ser facilmente reconhecidos de muitos outros filmes (afinal, os filmes andam sempre à volta da mesma meia-dúzia de conceitos recorrentes) as escolhas de Cameron funcionam perfeitamente: e percebe-se o quanto ele terá "sofrido" por ter tido que esperar todos estes anos para conseguir partilhar connosco aquilo que lhe ia na cabeça.

(...)
Portanto... deixem-se lá de piratices e de esperarem por este filme nos torrents: este é um filme que merece ser visto e revisto numa sala de cinema!"


Avancemos para o Split Screen, onde a palavras (certeiras?) de Tiago Ramos tentam nos fazer sonhar com o filme.


"Avatar é a experiência visual mais avassaladora e alucinante que poderíamos imaginar. Consequência de uma intrincada construção dos cenários do planeta Pandora: um local exótico, detalhado e colorido. É aí que James Cameron e a sua equipa técnica conseguiram atingir o apogeu da cultura tecnológica, com recurso a evoluídas técnicas de 3D e de CGI. Este é o mais belo cenário do Cinema: bizarras espécies de fauna e flora, muitas delas luminescentes, permitem ao espectador sentir-se dentro do planeta, recebendo um sem número de estímulos visuais e técnicos incríveis. Há algo nesse visual que nos remete para universos fantásticos como o da trilogia O Senhor dos Anéis ou Star Wars, mas Avatar revoluciona essas visões, elevando-as para um patamar superior.
(...)
O argumento de Avatar não acompanha a técnica revolucionária usada no filme. É todo ele clássico, cheio de exaustivas referências cinematográficas: Star Wars, The Lord of The Rings, The Fountain, Dances with Wolves, Pocahontas, The Lion King e Tarzan...

Avatar é a revolução visual que anunciou, é um dos melhores filmes do ano, da década e de sempre. Não é o melhor, apenas porque a narrativa não acompanha a técnica excelsa. Mas é sem sombra de dúvidas, um marco no Cinema. Agora no Cinema há o Antes de Avatar e o Depois de Avatar.
"


E por fim, o blogger brasileiro Wellington de Almeida do "Prepúcio com Queijo", no artigo "Em defesa de Avatar", expressa a sua interessante opinião, que é mais em jeito de observações ao que se diz por aí.


"Em quase todas as críticas que li - especialmente na imprensa portuguesa - há uma séria discussão e questionamento se a história que James Cameron quer contar é uma fachada por detrás do 3D. O crítico João Lopes (do DN) levanta questões séríssimas ali no seu blogue sobre o 'futuro do cinema' que já é tão mais velho que o próprio cinema. E num outro blogue que já não me lembro qual vi uma reflexão muito interessante sobre a 'morte' da convencionalidade em se contar uma história em favor das infinitas possibilidades que a 'tecnologia' pode fazer. Pessoalmente, essa discussão me interessa muito pouco. É difícil separar o que é realmente relevante nesta chuva de argumentos e o que só é conservadorismo inconsequente.
(...)
O que eu vi foi um filme majestoso, daquelas aventuras clássicas dispostas a mexer com alguma coisa escondida dentro de cada um ali naquela sala. Mesmo que o cinismo nauseabundo faça bloqueios mentais, 'Avatar' é mais que um simples filme em 3D. É uma experiência sensorial. E quem se deixa levar por ela, tem garantida quase três horas de uma viagem apocalíptica sem volta."


Só quando vir o filme, é que terei a minha opinião...

Entretanto consultem ainda mais algumas reviews numa 2ª parte desta resenha de reviews.



Adenda: (Cameron com uma história simples fez um filme magnifico) a minha review ao filme pode ser consultada clicando aqui

4 comentários:

Nasp disse...

Ficamos a espera da tua "review"

Aviso-te tb que vais gostar....

Carlos Martins disse...

Exacto... a pergunta que se coloca é: como é que ainda não o foste ver!?! :)

ArmPauloFerreira disse...

Nesta fase de compras natalicias e com os putos e tal... não dá. Mas conto ver no final de semana que vem ou na próxima semana (talvez na Segunda).
Já houve tempos em que era batidinho, eu e a mulher, todas as semanas no AMC e no dias das estreias... que saudades desses tempos... nem iamos para casa.
E de ver duas sessões seguidas e tudo... xii...
Agora estou naquela fase quase tipo o filme "Beleza Americana"...
Quando vir o "Avatar" deverei por aqui uma linhas. Espero fazê-lo mas já vi tantas filmes e as minhas reviews nunca aparecem... mas esse é especial.

Wellington Almeida disse...

muito giro esse post com excertos de 'resenhas' alheias :) mas eu li tanta coisa que no final me arrependi. Expectativas é uma coisa que geralmente destrói arte. hehe

Um abraço forte e Feliz Natal!