sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Chrome OS... versão beta já disponível!

O sistema operativo da Google, o Chrome OS, já se encontra disponivel para testar.
Ainda não é a versão final mas já todos podem experimentar para avaliar.


Este sistema operativo open-source (derivado linux) funciona totalmente pela internet.
Tudo fica lá, todos os ficheiros, programas, etc. A vantagem é que pode ser utilizado em qualquer computador e em qualquer lado que tudo estará sempre disponível... desde que haja ligação á internet e um browser.

Já vem com algum software pré-instalado: GNOME 2.24, o browser Google Chrome 4, Google Picasa 2.7 para gerir fotos, OpenOffice.org 3, o editor de imagem GIMP 2.6, Flash Player 10 e alguma coisa mais.

É mais um cloudOS mas que poderá vir a ser mais importante do que parece neste momento.
Para já diz-me pouco... OS X rocks!

Saiba mais, e até descarregue-o, no site do Chrome OS

4 comentários:

Hélder Medeiros disse...

Hummm, pelo que vi, meu rico Snow Leopard. Mas parece bastante interessante. Todavia, parece-me pecar pela assunção que toda a gente tem acesso à internet a toda a hora... Não sei se será bem assim na vida real...

ArmPauloFerreira disse...

Exacto... a net é o 1º requisito apesar de ela conseguir funcionar várias tarefas off-line mas só depois de ter acedido.
Deve ser memória em cache... depois ao voltar a ter net actualiza-se.

Este tipo de uso da "cloud" não é nada novo pois já existem vários sistemas operativos assim. Mas sendo Google ganha outra visibilidade.

João Sousa disse...

À primeira vista, a minha impressão é a de que a montanha pariu um rato. Mas, para ser mais justo, vou reservar a minha opinião final para quando tiver tempo de olhar com mais atenção.

De qualquer modo, pode ser neurose mas não gosto particularmente desta coisa da Cloud. Ainda hoje de manhã faltou a luz em minha casa e, como resultado, fiquei sem internet. Ora já é mau quando, por questões técnicas, ficamos sem internet mas temos os nossos ficheiros gravados localmente. Imagine-se se estivesse tudo na tal Cloud.

Sim, eu sei que podem ser usadas estratégias como sincronizar pastas locais com a Cloud. Mas eu continuo a preferir ter a posse dos meus dados. Recordo-me de como, nas décadas de 80 e 90, os críticos da Microsoft argumentavam que esta, ao manter os seus formatos Office fechados, estava a tornar-nos seus reféns. No entanto, era o utilizador que mantinha a posse dos seus ficheiros. Curiosamente, vejo agora muitos desses críticos darem, de livre vontade, os seus dados à Google para ela guardar nos seus servidores. Podemos partir do princípio de que esta se rege pela boa-fé, mas isso não me leva a preferir ser refém de um ditador supostamente benevolente.

ArmPauloFerreira disse...

Vejo a Google com boa fé no que desenvolve.

Num sistema totalmente "cloud" nem sequer se colocaria a hipótese de sincronizar pastas pois afinal não teria outro sistema para sincronizar...

Sinceramente, o conceito cloud é bom e útil. Em muitas situações fará pleno sentido até. Todos nós já vamos mais ou menos dando uso a serviços próximos da cloud pelo estamos lentamente a caminhar nesse sentido. Só acho é que depender totalmente, no momento de uma cloud OS é que não dá... é como disse, basta não haver net que se acaba tudo.